O futuro do Feedburner

Afinal o que a Google realmente pretende com a compra do FeedBurner? Certamente essa aquisição está diretamente ligada ao Analytics e ao AdWords/AdSense. A maioria dos blogueiros e sites de conteúdo utilizam as três ferramentas que juntas podem ser complementares e muito mais poderosas.

Dick Costolo, O CEO do FeedBurner, profetizou a três anos atrás: Feeds em RSS são a nova mídia, funciona de forma diferente da Web. “A nova mídia nunca gera dinheiro para uma mídia antiga; gera dinheiro para novos tipos de aplicações”, ele declarou à revista Bussines 2.0 no ano passado. Sem dúvida ele estava certo, basta observarmos quantos dólares em publicidade a Google já perdeu para o FeedBurner.

O negócio, estimado em cerca de 100 milhões de dólares, foi realizado com um foco totalmente publicitário. A Google percebeu a possibilidade de capitalizar em vendas de anuncio a partir do serviço. O FeedBurner vende anúncios em Feeds, um mecanismo web que é utilizado na maioria dos blogs e sites de noticias, entregando headlines, sumários ou até mesmo todo o texto de posts e artigos.

O FeedBurner não distribui feeds apenas; ele os destaca e recombina de várias maneiras. Podemos, por exemplo, pegar dois ou três blogs e inserir em uma mesma conta do FeedBurner, criando um feed único em tempo real. Uma grande funcionalidade do Feedburner é relacionar publicidade aos feeds, essa é uma boa funcionalidade, mas o poder da ferramenta permite muito mais. Imagine se o Google utilizasse sua ferramenta de busca para relacionar vídeos, sites e posts de blogs em um feed.

Do outro lado o FeedBurner também pode auxiliar outro produto da Google, o Analytics. Recentemente, depois da aquisição da empresa Blogbeat, a ferramenta passou a disponibilizar poderosas estatísticas para rastreamento do seu RSS. Juntando essa funcionalidade com o Analytics a Google poderia oferecer uma ferramenta muito mais poderosa, incluindo dados do tráfego via RSS. Dessa forma o FeedBurner permitiria que os blogueiros e editores pudessem observar com mais profundidade como seus usuários consomem seu conteúdo.

De fato depois dessa aquisição a Google entrou para valer no mercado de feeds RSS alarmando a concorrência. Mas sem dúvida editores, blogueiros e anunciantes apreciaram bastante essa compra, apenas uma empresa controlando duas ferramentas muito utilizada pelos mesmo usuários é um bom negócio para ambos os lados.

O que vocês pensam? Essa aquisição irá aumentar o poder da Google na blogosfera?
Diego Cox é Editor do Blog Reflexões Digitais e Analista de Produtos da Globo.com

Popularity: 2% [?]

4 ideias sobre “O futuro do Feedburner

  1. DERREPENTE NO GATTUNE, nos posts únicos, COMEÇOU A APARECER PROPAGANDA DO FEEDBURNER!

    ESTOU MEIO SEM SABER SE DEIXOU OU NÃO!?

Os comentários estão fechados.