Adwords

Interessado em fazer dinheiro anunciando no Google?

Celular

Produtos do Google para seu celular favorito ou para o iPhone? Você encontra tudo aqui!

Gmail

Considerado um dos melhores Webmails do Mundo, o Gmail não pára de inovar!

Opensocial

Tudo sobre a plataforma de aplicativos para Redes Sociais do Google!

Orkut

Tudo sobre a Rede Social do Google, a mais popular no Brasil!

Início » Geral

Google Desktop gadgets no iGoogle.

Enviado por em segunda-feira, 8 outubro 20074 Comentários
Convergência tornou-se palavra de ordem na Google neste último ano. Entre as últimas ações da gigante, está o lançamento da nova versão beta do Google Desktop. Com a nova versão para Windows, que roda em Windows Vista/XP/2000 SP3+ é possível colocar os Gadgets do desktop dentro do iGoogle, página inicial personalizada do buscador. A idéia de Gadgets do Desktop no iGoogle torna-se interessante para quem adora os mini aplicativos, porém não quer poluir sua área de trabalho ou consumir mais memória ram do computador com eles.

Como o novo recurso é possível ouvir música, executar comandos e monitorar informações do computador pelo iGoogle, abrindo caminho não só para recursos mais integrados como também para um possível Desktop remoto que falou-se tanto no ano de 2006.

Ao visitar o iGoogle Content Directory, o usuário pode escolher entre as centenas de opção de Gadgets a adicionar. Se ele possuir a versão 5.5 do Google Desktop o Gadget irá aparecer diretamente no iGoogle, caso contrário será pedido para que ele baixe e instale a nova versão (embora nos testes que fizemos nenhuma mensagem apareceu). Quer tentar? Após baixar o Google Destktop 5.5 tente adicionar o Mídia Player do Google.

Mais: com o Google Desktop 5.5, é possivel adicionar um gadget mais de uma vez, simplesmente adicionando-o novamente.

Veja mais no Blog Oficial do Google Desktop.

Popularity: 2% [?]

Fernando Kanarski Google AdWords Certified Partner, atualmente é Analista de Novas Mídias na HouseCricket , onde é responsável por Search Marketing e WebAnalytics.

4 Comentários »