Google luta para conquistar mercado na China

A Google parece que nasceu predestinada a não emplacar na China. Um país em que ela teve que passar por cima de seu principal lema “não seja mau”, e ceder ao lançar uma versão local do buscador (google.cn) com censura a páginas que falavam do governo ou de qualquer assunto que não agradasse à política do país.
Porém, a versão chinesa não faz tanto sucesso no país quanto a versão internacional (google.com), que exibe muito mais resultados aos usuários. “Estranhamente”, o google.com vive com problemas de desempenho e muitas vezes fica fora do ar para os chineses, coisa que muito raramente ocorre em outros países.

Além desse impasse que tem com o governo chinês, a Google não é líder em buscas no país: a maior parte dos usuários utiliza o buscador nacional Baidu.com. Tentando tornar-se líder no setor, a Google resolveu investir pesado no buscador chinês: trouxe recursos de idioma inexistentes em outras versões do Google e ainda incorporou o Google Suggest à página principal.

Em uma tentativa de ganhar a confiança dos usuários chineses, a Google também levou o Gmail ao país. Porém, aqui ela sofreu mais um revés: o domínio gmail.cn já existe, hospeda aparentemente outro serviço de webmail e a empresa responsável não tem interesse em vender o domínio à Google. Será que a Google oferecerá um preço mais alto pelo domínio, ou levará o caso aos tribunais?

Fontes: IDG Now! | Terra Tecnologia

Popularity: 1% [?]

Publicado em Geral por brunosoares. Marque Link Permanente.

Sobre brunosoares

Paulistano, 22 anos, estudante de Engenharia da Computação pela FASP, é desenvolvedor Windows e Web há 5 anos. Gostava de escrever sobre tecnologia nas horas vagas, e criou o Undergoogle junto ao Fernando Kanarski para poder acompanhar de perto a, na sua opinião, empresa de tecnologia mais inovadora dos últimos anos.