Adwords

Interessado em fazer dinheiro anunciando no Google?

Celular

Produtos do Google para seu celular favorito ou para o iPhone? Você encontra tudo aqui!

Gmail

Considerado um dos melhores Webmails do Mundo, o Gmail não pára de inovar!

Opensocial

Tudo sobre a plataforma de aplicativos para Redes Sociais do Google!

Orkut

Tudo sobre a Rede Social do Google, a mais popular no Brasil!

Início » Android

Google Android: Onde a Google ganha nessa história

Enviado por em segunda-feira, 14 janeiro 20085 Comentários

google androidChegamos em uma época em que a maior empresa de buscas da internet resolve criar um sistema operacional para celulares e outros dispositivos móveis. O sistema será gratuito e todos poderão modificar. E para desenvolvê-lo, a empresa, sempre tachada como “boa” e pouco gananciosa, despejou milhões e milhões de dólares. Fez dezenas de parcerias e lançou um site para motivar desenvolvedores. Até criou um concurso premiando os melhores projetos para seu sistema.

Afinal, onde a Google ganha nessa história com o seu sistema Google Android? Vamos voltar um pouco no tempo para entender melhor, e explicaremos a lógica do Android a partir de uma das teorias mais plausíveis.

Meados de 2005: Google quer cobrir o mundo com internet grátis

google_wifi.jpgQuem não achou muito estranho, na época, a Google começar a cobrir diversas regiões com uma rede sem fios gratuita? Nós achamos, e analisamos onde a Google ganharia: imagine você abrindo, no Parque do Ibirapuera, São Paulo, seu notebook e conectando-se à Google WiFi para navegar na internet (esqueçamos por uns minutos a violência na capital, ok?). Quanto uma bicicletaria localizada nas proximidades do parque estaria disposta a pagar para exibir seu anúncio a este usuário? Mais que 5 centavos, normalmente pago, não? Muito mais, certamente.

Quando você identifica o perfil de um usuário, utilizando o conteúdo da página e cruzando com informações de sua “Conta Google”, você consegue um anúncio com uma relevância muito alta. Se ainda, de quebra, você descobre aonde este usuário está fisicamente no momento, é a ocasião para exibir o anúncio perfeito.

Google Android, Posicionamento e Relevância de anúncios

A Google percebeu que seu plano de cobrir o mundo com uma internet gratuita sairia muito caro e seria inviável em muitos lugares do mundo. Deveria haver uma forma mais fácil de descobrir aonde exatamente um usuário estava no momento da navegação.

Então veio a grande sacada: em vez de criar a própria rede, por que não utilizar uma já existente? A rede de telefonia móvel seria a ideal. Bastava arranjar um meio de criar parcerias com as operadoras e fabricantes de aparelhos e um software para interagir com o aparelho.

O primeiro passo da gigante das buscas foi explorar a tecnologia de posicionamento: a nova versão do Google Maps descobre a localização aproximada do usuário sem utilização de GPS.logo_main-2.gif

Depois, faltava o software: e a Google desenvolveu o Android, e bingo! O sistema sabendo a localização do usuário a todo momento, uma simples busca no Google pode trazer, quem dirá, os resultados do AdSense mais relevantes que o da própria busca.

A Google sai ganhando com publicidade mais relevante nos dispositivos móveis. Os fabricantes ganham um ótimo sistema operacional, open source, livre de custos com licenças e ainda podem ficar com parte dos lucros de publicidade. O usuário ganha com queda no preço dos aparelhos e publicidade mais útil. E o mercado ganha, com mais um sistema operacional gerando concorrência.

Rios de dinheiro

A Google foi esperta e já preparou suas armas para explorar a próxima plataforma que usuários utilizarão para navegar na internet: o celular. O que até outro dia era uma plataforma de navegação limitada, em uma telinha e velocidade de navegação tão pequenas que seria indecente exibir um anúncio, amanhã será a principal arena da guerra de publicidade online. E ficaremos muito felizes quando a concorrência também descobrir esse nixo. A Microsoft já tem o Windows Mobile. E o Yahoo um ótimo sistema de publicidade.

Popularity: 2% [?]

Bruno Soares Paulistano, 22 anos, estudante de Engenharia da Computação pela FASP, é desenvolvedor Windows e Web há 5 anos. Gostava de escrever sobre tecnologia nas horas vagas, e criou o Undergoogle junto ao Fernando Kanarski para poder acompanhar de perto a, na sua opinião, empresa de tecnologia mais inovadora dos últimos anos.

5 Comentários »

  • lest disse:
    interessante… quanto à aquela conseçao americana de uma banda de alta frequencia? Google venceu? porque se sim, acho que nao se pode excluir (ainda) a possibilidade de internet gratuita, vindo do Google é até provavel… :)
  • O Google está sempre dois passos a frente da concorrência. Enquanto no mercado de buscadores aparecem mecanismos novos todos os dias, que prometem ser melhores que o todo poderoso, como Wikia Search e Mahalo, os caras do Google se preparam para o futuro e criam coisas novas.
  • Doufer disse:
    E essa tal nova versão do Google Maps já está disponível?

    Como funciona?

  • Robert disse:
    O Google está sempre alguns passos à frente da concorrência, até por que se a concorrência ultrapassa o Google qualquer pouquinho que seja, essa concorrência rapidamente deixa de existir, pq acabe sendo comprada e incorporada ao império….
    Robert
    http://www.midiaceasa.com.br
  • […] gigante anunciou o GPhone, um software, aliás, um conjunto deles e atende pelo nome de Android. O projeto Android está sendo desenvolvido por um grupo de mais de 30 empresas de tecnologia e mobilidade lideradas […]