Adwords

Interessado em fazer dinheiro anunciando no Google?

Celular

Produtos do Google para seu celular favorito ou para o iPhone? Você encontra tudo aqui!

Gmail

Considerado um dos melhores Webmails do Mundo, o Gmail não pára de inovar!

Opensocial

Tudo sobre a plataforma de aplicativos para Redes Sociais do Google!

Orkut

Tudo sobre a Rede Social do Google, a mais popular no Brasil!

Início » Google, Microsoft, yahoo

Por que a Microsoft quer o Yahoo?

Enviado por em segunda-feira, 14 abril 20085 Comentários
42-19545936.jpg

A Microsoft bem que tentou: primeiro seu concorrente era a Yahoo!, e a empresa de Bill Gates lançou o portal MSN (Microsoft Services Network), nos mesmos moldes do primeiro. A disputa até que era boa, e os bons contatos com empresas de mídia que a Microsoft possui traziam um ótimo conteúdo ao portal.

Só que, quando a Microsoft estava aprendendo a entender a web, chegou o furacão Google. E todas as regras mudaram. E numa tentativa desesperada de não perder mercado, a gigante do software lançou o Windows Live.

Porém, mesmo com toda a força do nome Windows, e a integração com o sistema operacional mais utilizado no mundo, a Microsoft não conseguiu fazer tanto sucesso na web. Além de não desenvolver produtos tão bons quanto a Google, presenciou um êxodo de seus melhores profissionais para a jovem concorrente.

Definitivamente, a Microsoft não entende a nova cultura da internet, apesar de ser muito competente no ramo empresarial. Sem profissionais, sem cultura, perdendo usuários… o que fazer? Adquirir uma concorrente familiarizada com o negócio: a Yahoo!

Muitos especialistas acreditam que a aquisição pode ser um péssimo negócio para a Microsoft: a Yahoo tem uma cultura muito semelhante à da Google, ou seja, o oposto da Microsoft. Segurar os profissionais após a compra deverá ser uma tarefa muito, mas muito difícil para a empresa de Ballmer. E o que é pior: a Microsoft, que já possui serviços MSN e Windows Live, vai ter em mãos também serviços Yahoo; e todo empresário sabe que, muitos produtos parecidos sob um mesmo guarda-chuva, significa sérios problemas gerenciais e de identidade para a empresa.

Pois bem, o que a Microsoft ganharia de imediato seria, simplesmente, usuários. E muitos por sinal. Veja abaixo um “antes e depois” da possível aquisição, em número de usuários (Estados Unidos):

microhoo_visitantes.gif

Mas muitos usuários pode não ter grande valor, uma vez que praticamente grande parte dos usuários do Yahoo são contra a aquisição. Seria muito bom a Microsoft rever sua estratégia de mercado na web, tentando, por exemplo, oferecer condições de trabalho melhores que a Google, e resgatar seus profissionais. Isso sim seria muito bom para ela, e para nós usuários que continuaríamos com uma concorrência saudável.

Fonte: LiveSide

Popularity: 3% [?]

Bruno Soares Paulistano, 22 anos, estudante de Engenharia da Computação pela FASP, é desenvolvedor Windows e Web há 5 anos. Gostava de escrever sobre tecnologia nas horas vagas, e criou o Undergoogle junto ao Fernando Kanarski para poder acompanhar de perto a, na sua opinião, empresa de tecnologia mais inovadora dos últimos anos.

5 Comentários »

  • Caio Everton disse:
    Não tenho nenhuma conta no Yahoo e só uso o MSN quando me pedem.

    Nunca abandonaria o Google…

  • O GRUPO QUE VOCÊ SE REFERE O GOOGLE
    NÃO TEM A ESTRUTURA QUE YAHOO TEM,
    EU TENHO CONTA NA YAHOO,PARA TRABALHAR COM VIDROS,TENHO UMA PARTICUALR GMAIL,E DE 5 DIAS PARA CA JA ABRI UMA CONTA QUE SUMIL,E A 3 DIAS TOU TENTADO ACHALA MAS NÃO SABE ONDE FOI PARAR,E AGORA ESTOU FAZENDO OUTRA E NÃO ME LIBERA A PORCARIA DA SENHA,YAHOO PODE NÃO TEVE SE UNIR MIGROSOFT PELOMENOS TEREMOS EMPREZA QUE IRA TE ATENDER.
  • O Gráfico acima está totalmente equivocado, não da pra simplesmente “somar” os numeros de usuários, já que ambas as empresas tem milhões de usuários em comum, ou seja, o cara usário usa por exemplo, o webmail das duas empresas e ele será computado como 2 usuários? A Resposta é: não.
    Existe uma maneiro de fazer este calculo corretamente, matematicamente, acredito que o acréscimo real de usuários ficaria em torno de 50%.
  • brunosoares disse:
    Você também está certo Gustavo, mas nossa intenção não foi contar o número real de usuários, e sim de logins criados. Porque se formos parar pra analisar, uma mesma pessoa pode ter duas ou mais contas no mesmo serviço, não é?
  • Erick Engelhardt disse:
    Pois é Gustavo. A quantidade tem que ser baseada nos logins. Por mais que você tenha conta nas duas empresas (as vezes mais de uma em cada uma delas) vc tem que entrar no portal e consequentemente ver os anuncios. Portanto vc é contado duas vezes sim. Usuário físico é um só. Mas virtualmente vc equivale a mais de um. Acredito que deva ficar em 80%, numa situação de 20% de migraçao para outros provedores (ex: Google).