Tim leva Youtube ao Celular: Não obrigado!

Tenho uma tonelada de artigos atrasados para publicar aqui, porém uma notícia como essa merece destaque, já que devemos alertar sobre o quão esperta a Operadora TIM[bb] está sendo. Fiquei sabendo pelo TechBits e depois por algumas outras fontes que a TIM deve “lançar a possibilidade de levar acesso a todos os vídeos do Youtube em seus aparelhos” através do Portal WAP da empresa.

De acordo com a operadora, para ter acesso ao serviço é necessário ter um aparelho que suporte a transmissão por streaming[bb] –tecnologia que está em cerca de 40 modelos oferecidos pela TIM — e, para visualizar os vídeos é necessário pagar pela navegação no wap (preço que varia de acordo com cada plano), mais R$ 1,50 por MByte de conexão e impostos.

Epa, mas eu já tenho um TIM, já tenho um Plano de Dados e já assisto aos videos do Youtube!

Parece que a política Don’t be Evil da Google acaba de ser quebrada com a suposta parceria com a TIM, que além do acordo é uma das empresas que está ajudando no desenvolvimento do Android.

Como pode a TIM cobrar por um serviço que já está disponível há meses e que já sofre pelos altos valores da navegação móvel e baixa velocidade das redes no Brasil? Quer dizer que hoje eu acesso o Youtube pelo meu plano de dados e a partir do meio do ano terei de pagar uma taxa extra por isso?

E o aplicativo Java que saiu semana passada? Como fica? Quer dizer, se eu acessar o Youtube via WAP com uma conexão lenta e navegação via browser eu terei de pagar taxa e, para utilizar o programa em Java (mais organizado e que tecnicamente consome até menos banda) eu posso utilizar pelo meu pacote de dados? Há alguma coisa errada: ou a TIM está achando que não existe o (m.youtube.com) ou simplesmente deu a louca nos executivos da empresa.

Tenho certeza que se o serviço prosseguir conforme o anunciado, será um dos maiores fracassos do ano. A TIM também anunciou que fará parte da rede de operadoras que aceitam enviar SMS para o Orkut, outra coisa que poderia ser facilitada criando-se uma versão móvel do Orkut.

Depois dessa, fico com medo do que o Android pode trazer e fico até com medo de renovar contrato com a TIM. Consultores de outras operadoras, entrem em contato comigo!

Popularity: 3% [?]

17 ideias sobre “Tim leva Youtube ao Celular: Não obrigado!

  1. Pingback: Tim e YouTube: cheiro de Net Neutrality - Techbits

  2. Eu imaginei que essa nova opção fosse apenas mais uma alternativa. Se forçarem todos os usuários a utilizarem esse ‘sistema’ novo, certamente terão problemas.
  3. Pelo que entendi eles apenas anunciaram que vão ter o acesso ao YouTube através de links diretos no celular, como acontece atualmente levando para os downloads de som da operadora, por exemplo.
    Tanto que foi anunciado que não é exclusividade TIM e tal, eles apenas estão colocando essa facilidade do YouTube como default em seus celulares. O SIM já vai vir programado para isso, é uma função muito usada por provedoras de conteúdo para promover artistas ou games.
    Agora a questão do preço é realmente engraçada…
  4. Vêm cá: vídeos pelo celular?
    Google Maps, entendo. Gmail, entendo. Google docs, entendo. Mas agora…YouTube? Tantas coisas úteis para se fazer em um mobile com acesso a internet, e nego vai gastar dinheiro vendo vídeos? Aí merece cobrar mesmo! asiuehauise

    (Falo isso mais por inveja de ter apenas um celular gradiente com conexão WAP que é uma tristeza).

    Abraços

  5. Slonik, por isso o alerta! Temos que tentar salvar o máximo possível de almas, rsssss
    @canha, visualizar video do youtube em uma rodinha de amigos justamente naquele momento que surgiu um comentário sobre o vídeo não tem preço, hehe Opz, tem preço, mas ele não é o da conexão Wap da TIM!
  6. Sinceramente, cancela essa conta da TIM. Eu vou fazer a mesma coisa…

    O sinal é uma porcaria, às vezes do nada em plena capital o sinal cai. Não manda mensagem de texto quando eu quero (manda quando eu não quero)… Além disso, as taxas são um roubo.

    Bom, a Tim sempre lança coisas que já existiam antes…

  7. Parabéns pelo post.
    É sensacional quando o usuário de um serviço destrincha a malandragem.
    Eu não vejo vídeos no youtube, nem minha operadora é a TIM, mas acho esse tipo de informação fundamental. O brasileiro consicente tem de começar a abrir o berro, a pressionar.
    Este post eu vou encaminhar lá do meu blog.
  8. Pingback: Para usuários de TIM que queiram ver o youtube no celular at Acasum

  9. EU até testei o negócio no meu celular k550 da claro.
    Mas dados ainda é caro demais pro nosso país, sem condições.
    Tenho é que descobrir como usar meu dongle usb/bluetooth para levar rede do pc para meu celular em casa, aí sim, posso deitar na cama e ler email, textos e vídeos no celular.
  10. Pode ser por um outro viés. Pode ser que se queira diminuir o acesso ao youtube cobrando-o. Assim, sobra mais banda para as outras aplicações. Só não sei se vai funcionar mesmo, já que nos pacotes de dados das empresas de telefonia não há distinção de qual site você acessa. Ou será que eles farão traffic shaping pra quem acessar o youtube de outra forma?
    Será que eles estão tapando o sol com a peneira?
  11. Pingback: Carnaval 2008: Band, Youtube e Tim transmitem via Internet | Undergoogle - Tudo sobre Google!

  12. Sei que serei apedrejado por defender a TIM, mas essa tarifação é vantajosa para o cliente casual, que não tem um pacote de dados.
    Porque os R$2,1/MB do YouTube só são cobrados se você acessar pelo menu da TIM, usando o ponto de acesso usado pela TIM TV.

    Pro usuário normal, que usa pré-pago e paga de R$15 até R$48 por MB, essa tarifação é vantajosa. Ele paga os absurdos R$15 quando está navegando na página do Youtube, mas quando o streaming começa, ele paga só R$2,10/MB.

    Eu queria é que o acesso GPRS normal fosse R$2,10/NB, isso sim 🙂

  13. Pingback: Orkut pela Celular | underGoogle - Tudo sobre Google!

Os comentários estão fechados.