Adwords

Interessado em fazer dinheiro anunciando no Google?

Celular

Produtos do Google para seu celular favorito ou para o iPhone? Você encontra tudo aqui!

Gmail

Considerado um dos melhores Webmails do Mundo, o Gmail não pára de inovar!

Opensocial

Tudo sobre a plataforma de aplicativos para Redes Sociais do Google!

Orkut

Tudo sobre a Rede Social do Google, a mais popular no Brasil!

Início » Convidados, Google Reader

Google Reader

Enviado por em quarta-feira, 5 novembro 20084 Comentários

A primeira vez que eu ouvi falar de FEED RSS foi conversando com o meu amigo Nick Ellis, na época, em meados de 2006, quando comecei a utilizar o leitor que ele havia indicado, e devo confessar que nem mesmo lembro o nome, alguns meses depois, em uma visita a sua casa, fui apresentada ao Google Reader, uma aplicação web com função de leitor de feeds (RSS) e devo admitir que a minha vida na internet mudou completamente.

Tendo uma participação ativa na internet desde 1998, o leitor de feed chegou para revolucionar, além de substituir com louvor os “FAVORITOS”, essa nova ferramenta, completamente inovadora ainda fez, pelo menos no meu caso, com que eu conhecesse mais blogs e sites e em parte interagisse com um número maior de internautas, praticamente diariamente, ou quando eles atualizam seus blogs, sites, flickrs, fotologs, etc.

O objetivo é não ter que utilizar o seu FAVORITOS, nem ter que ficar tentando lembrar os endereços de blogs/sites que você visitou e gostou, no Google Reader você pode adicionar a quantidade que quiser de blogs/sites, entre outros, e ver as atualizações em um só lugar.

Para iniciar a usá-lo é extremamente fácil, ainda mais se você já possui uma conta de e-mail GMAIL, basta ir em google.com/reader e se cadastrar utilizando a sua conta de e-mail e senha, o Google Reader possui uma interface simples e prática de navegar.

Para assinar o feed de um blog/site/flickr/fotolog, basta clicar no ícone laranja no canto direito onde foi digitado o endereço desejado (URL), ou dentro do layout do mesmo, mas lembre-se que muitos blogueiros modificam a cor do ícone de acordo com o layout do seu blog. Vale ressaltar que muitos blogs/sites, etc ainda não disponibilizam o RSS.

Após adicionar os endereços desejados, o usuário tem a opção de separá-los por categorias, adicionar tags, adicionar uma estrela aos seus posts favoritos que ficam separados na pasta “Itens com estrelas”, compartilhar os posts com os amigos cadastrados e ao compartilhar ainda adicionar notas (“Tweet”) contendo título/descrição e tags, classificar tudo em ordem alfabética ou de forma personalizada (drag/drop) de acordo com o seu gosto.

Vale lembrar que caso você já utilize outro leitor de feed, você pode importar a sua lista para o Google Reader.

Na minha visão, uma das vantagens é a forma simples como apresenta os posts, todos em uma só página, que contém uma barra de rolamento, ao descer a barra ele automaticamente assume que o post já foi lido, caso tenha passado por algum post que deseja ler mais tarde, você pode utilizar um tag ou simplesmente clicar na opção para mostrar o post como não sendo lido.

Clicando em “Tendências” você verifica suas estatísticas utilizando o Google Reader como: Total de inscrições, Itens lidos, Itens com estrela, Itens compartilhados, Itens enviados por e-mail, Tendências de Leituras (lidos, com estrela, compartilhados, itens enviados por e-mail, ler no celular), Tendências de Inscrições (atualizadas com freqüência, inativos, mais desconhecido).

Uma outra vantagem é o campo de busca no topo da página, com uma funcionalidade tremenda, bastando digitar a palavra que o resultado irá aparecer com posts atuais e antigos que contenham a palavra.

Na página principal, você ainda recebe recomendações de blogs para assinar. Se você for a configurações e clicar em “Pastas e Tags”, na linha onde está escrito “Seus itens compartilhados”, você tem a opção de “adicionar um clipe ao seu site”, ou seja, você poderá colocar um widget com os links dos posts compartilhados no sidebar/barra lateral do seu blog.

Já deu para perceber que eu sou fã do produto, até mesmo criei em um dos meus blogs a categoria “Meu Google Reader”.

Há outras versões do Google Reader, como para Nintendo Wii, que pode ser acessado através do endereço http://www.google.com/reader/wii, para iPhone que pode ser acessado através do endereço http://google.com/reader/i/ e para celular que pode ser acessado através do endereço http://www.google.com/reader/m.

Popularity: 11% [?]

Veridiana Serpa Veridiana Serpa é bacharel em Turismo com ênfase em Eventos, editora do site Firma Produções e dos blogs Geek Chic, 30 e Alguns, Brazilians Abroad (Brasileiros no Estrangeiro), escritora, cineasta com documentário em fase de pós-produção, produtora multimídia Eye Online.

4 Comentários »

  • […] completamente. Tendo uma participação ativa na internet desde 1998, o leitor de feed cheg… leia mais fonte: […]
  • […] completamente. Tendo uma participação ativa na internet desde 1998, o leitor de feed cheg… leia mais fonte: […]
  • Raul Cosmo disse:
    Acho que a maior vantagem do Reader é o poder de oferecer uma personalização das suas leituras pessoais pela rede. De poder organizar e escalonar os assuntos que interessam para cada leitor. Isso simplifica enormemente a navegação e oferece um tremendo conforto no uso. Eu por exemplo tenho reunido uma arvore de categorias que vão das estritamente familiares como fotologs dos parentes, forum de aves, livros, ciências, política, noticias, blogs, quadrinhos, etc. Ou seja, todos os meus interesses, que tem conteúdo relevante para mim, estão reunidos. De lazer, cultura, diversão e trabalho. Isso me permite, economia de esforço e uso inteligente do tempo. Lendo apenas aquilo que mais preciso ou me interessa no momento que tenho disponível para fazê-lo, sem abrir dezenas de janelas – e esperar que carreguem – para verificar se algo mudou ou foi acrescentado de novidade nos conteúdos dos sites.

    A desvantagem é que perdemos um pouco da estética original ou singular que dá a personalização de cada endereço visitado. Isso, racionalmente, permite obter velocidade, mas psicologicamente prejudica a sintonia ou o prazer dos sentidos que conecta o visual (e os demais elementos do site original) com o autor ou produtor. No fundo uma identificação simbólica entre o leitor e o autor. (Simbólica porque substitui os elementos concretos por elementos virtuais). Seria semelhante, fazendo um paralelo meio tosco, como assistir novela apenas pelo som da voz dos personagens, ou ler uma revista na tela, sem poder ter o contato físico com o papel.
    É porisso que as vezes, quando julgo um assunto importante, tenho a tendência de clicar no link que abre o endereço da página. É como se para apreender melhor o que está sendo dito, tenho que me conectar para além do conteúdo escrito. Isso acontece com maior freqüência com aqueles que são excelentes escritores e/ou disponibilizam links pertinentes para outros lugares.
    Em fim, é isso.