Tudo sobre o caso do Google na China

Esta semana o Google tomou uma decisão que com toda certeza entrou para a história da empresa, devido a uma sequência de ataques recebidos nos seus servidores nos últimos dias, que resultou em contas do Gmail atacadas, entre elas algumas de ativistas de direitos humanos, outras 20 empresas de setores diversos foram alvos do mesmo ataque. Em reposta ao acontecido o Google resolveu que não vai mais censurar o conteúdo do buscador na China, não importa as consequências, mesmo que para isso tenha que fechar seus escritórios na China e desligar o google.cn.

Por que depois de quatro anos seguindo as regras o Google tomou essa decisão? Ao que parece é uma provocação ao Governo, o que nos leva a pensar de onde teria vindo esses ataques:

“Esses ataques e a vigilância que eles revelaram – associado às tentativas ao longo do ano passado de limitar a liberdade de expressão na web – nos levaram a concluir que devemos examinar a viabilidade de nossas operações na China…” — Google Brasil

Quem mais teria o poder de quebrar a segurança do Google para bisbilhotar contas dos ativistas dos direitos humanos. Isso não parece estranho para você?

Todas as suspeitas apontam que os ataques, muito bem planejados vieram mesmo do próprio Governo Chinês, pesquisadores do laboratório VeriSign’s iDefense publicaram um relatório nesta sexta-feira, identificando os servidores de onde partiram os ataques ao Google na China, o relatório aponta para uma participação do Governo Chinês no caso, de acordo com informações do site Ars Technica.

“O número do IP e o servidor de onde partiram o ataque são da mesma entidades, e ambos pertencem ao governo chinês”, afirmam os pesquisadores no relatório, porém mais tarde a VeriSign’s iDefense publicou uma nota corrigindo que possivelmente teria sido o Governo Chinês o autor dos ataques“.


Desde que foi aberto seu primeiro escritório na China, o Google tem jogado de acordo com as regras, respeitando e executando as leis do país, censurando o conteúdo que é categorizado impróprio na tentativa de ser o primeiro no mercado asiático, coisa que ele não conseguiu até hoje, mesmo tendo um bom lucro com seus negócios na China, ao correr o risco de prejudicar seus negócios em todo o mundo a empresa decidiu pressionar o Governo na tentativa de evitar problemas maiores no futuro.

O porta-voz do Ministério de Relações Estrangeiras da China ofereceu esta resposta indireta “empresas que fazem negócios na China precisam seguir as leis do país” e também negou as acusações indiretas do Google, o site China Daily afirmou que o governo tem procurado mais informações do Google sobre o seu anúncio, mas que “Ainda é difícil dizer se o Google vai desligar seu buscador na China ou não. Ninguém sabe”.

Enquanto isso, a equipe chinesa do Google está em um verdadeiro estado de confusão. O mesmo artigo no China Daily cita que um funcionário respondeu que “Fomos informados de que o Google pode encerrar suas operações na China a qualquer momento” e somente isso. Recentemente os funcionários do Google na China entraram em férias coletivas, enquanto a sede em Mountain View ainda executa alguns testes de segurança em sua rede interna.

Essa notícia se espalhou no mundo inteiro durante a semana, menos na China, as pessoas estão evitando falar sobre o assunto, e alguns que tiveram coragem de abrir a boca, acabaram sendo censurados. Ao usar o rival do Google no país, o Baidu.com e pesquisar por google.blogspot.com, por exemplo, você ficará bloqueado por cerca de 5 a 10 minutos de utilizar o sistema de buscas.

A Microsoft e a HP não apoiaram a decisão do Google, já o Yahoo declarou nessa última quinta-feira que está de acordo com a decisão tomada pela empresa, mas não vai seguir o mesmo caminho.

Uma das medidas de segurança tomadas pelo Google essa semana foi tornar padrão a conexão segura no Gmail (https), embora isso não seja uma grande novidade (já era possível habilitar essa configuração), vai fazer uma grande diferença para usuários com conhecimento não técnico que utilizam o serviço de qualquer conexão Wifi aberta, ainda será possível desabilitar o https nas configurações, já que ele torna o carregamento das mensagens um pouco mais devagar, mas não é aconselhável fazer isso.

O meu ponto de vista sobre tudo isso que aconteceu é que diante desse avanço tecnológico que estamos vivendo, em breve vamos “viver dentro da informação”, estamos caminhando para isso, não é o Google que vai perder o mercado chinês e sim a China que vai perder o Google e isso vai ser ruim para eles no futuro, talvez não para o Governo, mas sim para todos os chineses. A partir de segunda-feira teremos mais informações sobre esse caso e veremos se isso vai acabar bem ou não, já adianto que estou do lado do Google. :- )

Popularity: 2% [?]

9 ideias sobre “Tudo sobre o caso do Google na China

  1. Pingback: Tweets that mention Tudo sobre o caso do Google na China | underGoogle - Tudo sobre Google! -- Topsy.com

  2. “Um das medidas”
    não seria “UMA das medidas”?

    Bacana.. É bom ver que ainda exitem pessoas que lutam pelos direitos humanos…

  3. Por mais que eu seja contra as políticas do Governo da China, o Google é uma empresa l´e tem que jogar as regras do jogo, essa soberania da China tem que ser respeitada…

    e eu sou obrigado a discordar de voce no ‘não é o Google que vai perder o mercado chinês e sim a China que vai perder o Google’.
    Existem várias alternativas no mercado de buscas, inclusive o chinês Baidu…

    Vivemos 10.000 anos sem o Google, nao é indispensável…

    Abraço e parabéns pelo site

  4. Pingback: uberVU - social comments

  5. @Vctr

    Tudo isso que você falou soa verdadeiro.

    Apesar de ser um pouco tarde a decisão do Google, nunca é errado fazer a coisa certa.

    Os usuários da China não estão felizes por isso, não é provável que eles derrubem o governo comunista por causa do Google, mas já foi um primeiro passo, alguém tinha que dar ele. Acredito que mesmo seguindo as regras, no futuro as coisas só iriam piorar, imagina ter seu site ou blog censurado por um Governo de um país com uma população enorme? Eu não ficaria feliz por isso…

    Para o Baidu (e para o Bing) será ótimo se o Google realmente sair da China, o serviço vai dorminar, mas se o Governo não se importar e o Google dominar a área de buscas online da China por não censurar seu conteúdo? é uma coisa que sabemos que é muito difícil de acontecer, mas muitos não iriam ficar felizes por isso.

    Obrigado pelo elogio e por sua opinião, volte sempre! 🙂

  6. Pingback: GEOPOLÍTICA » Blog Archive » Mapa da censura chinesa

Os comentários estão fechados.