Google libera Chrome 5 para desenvolvedores e anuncia suporte nativo ao Greasemonkey

Ótimas novidades sobre o navegador o Google, após ter liberado a versão 4 do Chrome para o público, o Google anunciou que agora o Chrome 4 suporte nativamente scripts para o Greasemonkey. A boa novidade é que o userscripts.org já possui mais de 40.000 scripts, a instalação é rápida e fácil, assim como a instalação de uma extensão. Isso porque o script instalado é realmente convertido em uma extensão. Isto significa que para gerenciar os scripts – ativando, desativando ou excluindo – você deve apenas olhar a página de extensões do Chrome.

Alguns dos scripts talvez não funcionem no Chrome, por causa das diferenças entre ele e o Firefox. Com base em algumas análises, existe um número entre 15% e 25% dos scripts que não funcionam no navegador. Se encontrar algo que não funcione você sempre vai ter a chance de procurar alguma alternativa ao script no diretório de extensões do Chrome.

O Google também liberou a versão 5 do Chrome para o canal de desenvolvedores, a nova versão funciona em Mac e Windows (não foram divulgadas informações sobre a versão para Linux), a instalação da nova versão é apenas aconselhada para usuários avançados e desenvolvedores.

No mês de Janeiro o Chrome conseguiu bons resultados para o Google, aumentou sua participação no mercado para 5,2%, isso foi um aumento de 0,6% em relação a Dezembro de 2009 e foi o segundo maior desde o lançamento do navegador. Ainda ocupando o terceiro lugar no ranking dos navegadores o Chrome fez o Internet Explorer perder 0,5% de participação (e fechar o mês de Janeiro com 62,2% de domínio no mercado), seguido pela queda do Firefox em 0,2% (que agora possui 24,4% de território). Se o Chrome conseguir manter a média dos últimos meses, o navegador do Google atingirá 10% em novembro deste ano, algo que era planejado apenas para Setembro de 2011.

Popularity: 2% [?]

Uma ideia sobre “Google libera Chrome 5 para desenvolvedores e anuncia suporte nativo ao Greasemonkey

  1. Pingback: uberVU - social comments

Os comentários estão fechados.