Publicidade no Orkut: Os anúncios estão de volta

Publicidade no Orkut
Exemplo de um anúncio do próprio Google no Orkut

Depois de uma série de polêmicas envolvendo publicidade na maior e mais popular rede social do Brasil, recentemente o Orkut voltou a exibir anúncios em suas páginas de busca, comunidades e também nos perfis de usuários.

Esses anúncios – em sua maioria – são no formato Links Patrocinados, ou seja, aparecem de maneira contextual. Por exemplo, o usuário que procurar por alguma comunidade relacionada a carro ou apresentar em seu perfil informações sobre automoveis, anúncios relacionados ao mercado automotivo irão aparecer para ele. Por enquanto, só é possível anúnciar no formato anúncio de texto.

Mas e se eu não faço campanha de Links? Pensando nisso o Orkut criou uma área de “Publicidade”, no qual é possível veicular banners nas páginas. É possível segmentar por perfil, idade, sexo, temas relacionados e o formato de pagamento é o CPM (custo por mil).

Achei o modelo parecido com o oferecido pelo concorrente Facebook, onde o Orkut tem se inspirado muito nos modelos estruturais, prova disso foi o recém-lançado chat dentro do próprio site, no qual o Facebook já disponibilizava para uma maior interação entre os usuários do serviço.

Seja via Links ou pelo canal de Publicidade, vejo pontos negativos e positivos nesse tipo de divulgação.

Por um lado penso que é bom estar presente em uma rede social de massa que detém milhares de brasileiros ativos, por outro vejo um certo risco para algumas marcas estarem presentes nesse ambiente que por vezes não são bem vistos pelos usuários. É um local livre pro usuário expressar qualquer tipo de opinião sobre produtos e/ou marcas. Porém, nesse caso vamos cair naquela velha polêmica de “se está na chuva, é para se molhar”, a partir do instante que as empresas botam as caras no mundo online elas precisam estar preparadas para receber críticas, sejam boas ou ruins.

Já discuti esse tema com diversos amigos e constatei que a maioria também vê lados bons e ruins nessa dinâmica. E você, considera a publicidade no Orkut algo positivo ou negativo?

As vantagens do Ad Manager

Muitos sites sofrem com a carência de um ad serving gratuito e optam por utilizar ferramentas como o OpenX, que cobre as necessidades porém carrega muito o servidor dependendo do volume de acessos do site e até é rejeitado por alguns anunciantes por não passarem a confiança de entrega dos anúncios.

No primeiro semestre o Google lançou o Ad Manager, uma ferramenta que permite gerenciar os espaços publicitários de um site, além de hospedar as peças e gerar relatórios, como já foi adiantado em um post anterior.

Entretanto a idéia desse post é compartilhar algumas experiências com o Ad Manager, no qual você tem total controle sobre os anúncios e que é possível criar os segmentos internos de seu inventário por meio de tags, como por exemplo, mostrar um anúncio apenas para usuários de 15 a 20 anos, ou utilizar os critérios padrões como região geográfica, tipo de conexão, navegador, entre outras opções.

Mostrando o lado positivo de centralizar tudo em uma ferramenta só, há a possibilidade de inserir anúncios calhau com a opção de ativar o AdSense. O que isso significa? Quando não der para mostrar um anúncio de um cliente, seja por não existir ou para balancear a meta dos clientes, o Ad Manager mostra automaticamente os anúncios configurados como calhau e se o Ad Sense estiver ativo, mostrará também os anúncios da rede de conteúdo do Google.

Tomem nota: o AdSense e o calhau concorrem entre si pela receita gerada por cada anúncio. Ou seja, mesmo que o anúncio não lhe gere nenhum retorno financeiro, você pode colocar um valor de CPC (custo por clique) ou CPM (custo por mil) para que as exibições fiquem balanceadas, caso contrário a probabilidade de aparecer Ad Sense é muito maior.

Outro detalhe bacana para quem já usa o AdSense, é que o Ad Manager permite que os anúncios sejam abertos em uma nova janela, com target _blank. Além de possibilitar a migração de configurações como a paleta de cores e critérios de sua conta já existente.

Seguindo o molde de muitos portais que criam “pacotes” para vendê-los aos anunciantes o Ad Manager possibilita essa criação, denominados Produtos. Por exemplo, você pode criar um Produto “Esporte” e inserir todas as páginas que falam sobre esportes. Dessa maneira facilita e economiza tempo ao subir um anúncio escolhendo esse Produto, ao invés de escolher página por página que o anúncio deve aparecer.

Para quem necessita que mais de uma pessoa gerencie a ferramenta, é possível dar acesso para contas de outros usuários com suas devidas permissões, que são elas:

  • Administrador: tem acesso total ao Google Ad Manager e pode editar configurações do sistema e de usuários.
  • Vendedor: pode criar e gerenciar pedidos para vender o inventário.
  • Gerente de vendas: pode criar, gerenciar, editar, aprovar e cancelar pedidos, reservar inventário além do limite e editar canais e critérios de segmentação.
  • Visitante: pode fazer upload de anúncios e acompanhar o desempenho de pedidos e itens de linha.
  • Executivo: pode gerar relatórios e avaliar a eficácia de campanhas.

Os relatórios não deixam nada a desejar, você pode mensurar por anúncios, por vendas, por publicação, por posicionamentos, critérios ou somente do AdSense. Fique tranqüilo, ele não vai te deixar na mão na hora de fazer o pós-venda. E o seu cliente ainda pode acompanhar o relatório a hora que quiser, desde que configure a conta dele com a permissão cabível a ele.

O produto ainda está em fase beta, algumas funcionalidades podem não funcionar como o esperado. Encontrei alguns problemas principalmente na parte de adicionar outros usuários, que alguns já foram resolvidos, por isso é sempre bom ficar de olho nas atualizações.

Essa foi uma breve introdução a esse produto que ainda é pouco ou nada conhecido/utilizado no mercado, mas que promete muito. O programa (http://www.google.com/admanager) é gratuito é você só precisa ter uma conta no Google.

Google entrando no clima de Natal …

É com o lema: “Agite suas vendas nesse Natal” que o Google lançou recentemente uma página para os interessados em faturar uma graninha extra nesse Natal utilizando seus produtos.

No site temático (http://www.natalgoogle.com.br/) há uma série de opções convenientes para utilização do buscador como auxilio online no incremento das vendas de final de ano, entre eles há o Google Adwords para iniciantes. Ao clicar nessa opção o usuário é direcionado para uma página que fala exatamente tudo sobre a ferramenta.

Além disso, há uma parte bem bacana com alguns estudos de casos de clientes, em formato de vídeo, dados bem interessantes do mercado e a diferença da rede de pesquisa e conteúdo.

No site, por exemplo, você obtém informações sobre anúncios no Youtube, onde uma diária pode sair por até R$27.500,00, com 4,5 milhões de impressões.

Interessou? Então dá uma passadinha lá no site, vale a pena para conferir a beleza e objetividade da página, agitar o bonequinho de neve e para saber mais sobre os produtos Google. Boa iniciativa para incentivar os que atuais e futuros clientes a botar a mão na massa no próximo mês!

Você conhece o Google Grants?

Primeiramente, meu nome é Juliana Horta, sou formada em relações públicas e hoje trabalho especificamente com links patrocinados em uma agência interativa de São Paulo, amo o que eu faço e sou muito curiosa em saber tudo sobre o mercado onde atuo. Portanto, acredito quer será um prazer escrever sobre Adwords e compartilhar com os leitores do underGoogle as minhas experiências, novidades, sugestões e criticas que tornam esse mercado cada vez maior.

Logo, gostaria de ressaltar a importância desse espaço dentro do blog destinado aos leitores que tenham interesse em saber mais sobre um dos produtos mais utilizados do Google, que é o Google Adwords.

Além disso, a idéia desse canal é estabelecer um relacionamento aberto com os leitores do blog para troca de experiências e trazer as principais novidades do mercado. E quem sabe conhecer e unir mais os profissionais que atuam nessa área. Sugestões, críticas, debates, novidades serão sempre bem-vindos.

Pois bem, então vamos ao meu primeiro post!

Atualmente surgem cada vez mais iniciativas sociais com o objetivo de melhorias em diversos segmentos no mundo inteiro, entretanto muitas instituições existem mas são pouco ou quase nada conhecidas.

Pensando nisso e para facilitar a divulgação das causas que visam melhorar o ambiente mundial o Google oferece um programa que possibilita as organizações sem fins lucrativos divulgarem gratuitamente no formato adwords por pelo menos 3 meses seus ideais e objetivos na busca e nos sites parceiros do Google. Sim, é o Google Grants!

Não há restrição quanto ao que a instituição pretende divulgar, é possível anunciar qualquer tipo de conteúdo de cunho filantrópico/social, entretanto é preciso ter certificações para participar do programa.

O ideal é que as próprias instituições possam fazer sua inscrição, por dois motivos principais: para que elas se envolvam também no processo e por diversas questões sobre a documentação necessária. A inscrição deve ser feita diretamente no site http://www.google.com.br/grants que também disponibiliza todas as informações sobre o programa.

Que tal fazer uma boa ação e espalhar para as pessoas que conhece e que tenham interesse em fazer esse tipo de publicidade?