Por dentro do Adwords #20: Entenda a origem do tráfego pelo Analytics

O Google Analytics classifica as Fontes de tráfego do seu site em 3 categorias diferentes.

Tráfego direto: É o visita contabilizada quando o Internauta digita seu domínio direto no navegador. Caso você tenha um domínio principal e vários domínios auxiliares (técnica altamente recomendada), use o relatório Segmento: Nome do Host para descobrir quais domínios auxiliares são mais eficientes.

A técnica de registro de domínios auxiliares é descrita no Livro Escolha seu .com e você pode ler o livro em PDF de forma gratuita.

Um site com tráfego direto forte significa que sua marca é forte e você já é independente dos buscadores e dos outros sites que inserem um link apontando para você. É o santo graal. Obviamente se você tem apenas uma visita e esta visita é tráfego direto, bem, então ter 100% de tráfego direto não é tão bom. Tráfego direto é o santo graal para quem já tem volume de visitação.

Sites de referência: É o visita contabilizada quando o Internauta clica em um link em outro site que aponta para seu site. Um site com muitos sites de referência provavelmente terá um Pagerank alto, já que o número de links é utilizado pelo Google para definir sua “reputação” na Internet. Sites com muita visitação através de Sites de referência são conhecidos por terem bom conteúdo. O conteúdo é tão bom que as pessoas indicam seu site.
Analise o tráfego de sites de referência através de sua Origem ! Os sites que mais enviam clientes são seus maiores aliados. Entre em contato com eles e tente ampliar sua explosição, inclusive de maneira PAGA ou na forma de permuta.

Mecanismos de pesquisa: É o tráfego gerado pelo Google, Yahoo, Live e etc. A avaliação deste tráfego deve ser dividida em: paga e não paga.

O tráfego “não pago” é gerado através da resposta orgânica (gratuita) do instrumento de pesquisa. Neste caso, vale a pena segmentar o relatório por palavra-chave.
Assim você descobrirá que palavras-chave pesquisadas mais enviam visitas para seu site de forma gratuita. Este relatório é uma das mais poderosas ferramentas para direcionar seu SEO (Search Engine Optimization).

No caso do tráfego pago, ou seja, você anunciou em links patrocinados através do Google Adwords ou o Panama do Yahoo. Neste caso, Segmente o relatório por palavra-chave e depois use o tab “conversão da meta”. Lembre-se que as taxas de conversão são apenas calculadas se você definiu seu funil de visitação e suas metas.

Utilize o Google Analytics para direcionar seus investimentos na Internet e seu Search Engine Optimization. Use-o diariamente !

Ricardo Vaz Monteiro é diretor executivo da empresa Nomer.com, especializada em registro de dominio, um dos primeiros com o título de Google Advertising Professional do Brasil e autor do livro Google Adwords: A arte de Guerra (2a. Edição !)

Você pode adquirir a 2a. edição do livro pelo Submarino

Popularity: 5% [?]

Google recalcula o Pagerank

Os fóruns internacionais já anunciaram que o Google começou a recalcular o Pagerank. Para quem chegou agora e não sabe: o Pagerank é a medida da sua reputação na Internet, o valor varia de 0 até 10 (maior reputação) e é baseado em diversos fatores entre eles: número de links que recomendam seu site. O cálculo do Pagerank demorara algumas semanas e deve estar finalizado no começo de setembro. Vamos acompanhar.

Imagem: CC-by-SA, by Felipe Micaroni Lalli

Dica
Para descobrir qual o Pagerank do seu site visite: http://www.pagerank.com.br/

Complemento: o site foi lançado e já foi imediatmente copiado… Veja o post “o que fazer com os macacos da web” 🙂

Popularity: 2% [?]