Saiba se o Chrome OS funciona em seu netbook

chrome os

Se você estava querendo testar o novo Sistema Operacional do Google, mas não estava com vontade de fazer download sem saber se ele funcionaria na sua máquina ou não. Essa tarefa agora pode ser realizada (ou não), pelo menos ficou um pouco mais fácil saber se o Chrome OS suporta o seu hardware.

Os desenvolvedores do Chromium estão disponibilizando uma tabela que mostra em quais computadores o sistema funciona, está tudo bem detalhado, por exemplo, você pode saber se o Wi-Fi (recurso super necessário) vai funcionar antes de instalar o Sistema, se por acaso o Chrome OS ainda não suporte o seu hardware a lista ainda trás dicas de como resolver isso, você pode ver a tabela online ou fazer download dela e em seguida fazer download da imagem do Google Chrome OS.

Popularity: 1% [?]

Chrome OS já estava previsto no Google Master Plan

Se você acompanha o underGoogle desde o início, deve lembrar-se que em 2006 publicamos com exclusividade o Google Master Plan, quadro que ficava na Sede da empresa, em Mountain View e que era cheio de rabiscos de idéias futuras do Google. Muitos achavam que tudo não passava de loucura, porém, a cada dia que passa, o buscador mostra que muitas das idéias contidas no Plano Mestre podem realmente tornar-se realidade.

Observando hoje o Google Master Plan, notei que em um pedaço do quadro havia, em destaque, uma citação ao Google OS, que estava ligado a um balão de Browser e a outro com referência ao GNU além de outras informações que apontavam para Computação baseada na Rede.

Bem, veja a imagem e tire suas conclusões.

Picture 1

Navegue pela versão completa do Google Master Plan

Popularity: 3% [?]

Google Chrome OS: Perguntas Frequentes

google-chrome-300x289

Todo mundo já deve estar sabendo do lançamento mais recente do Google, o Google Chrome OS, Sistema Operacional que o Google deverá lançar em 2010. Como a informação ainda está fresquinha e muitas dúvidas deverão surgir até o sistema ser realmente revelado ao público e testado, resolvi montar uma lista de Perguntas Frequentes, muitas delas respondidas pelo pessoal do Google no dia do anúncio do Chrome OS (postado no Twitter oficial do underGoogle):

Porque um Sistema Operacional?

As pessoas passam muito mais tempo on-line que fazendo qualquer outra coisa no computador. Portanto, é preciso repensar o funcionamento dos Sistemas Operacionais, eles precisam ser mais leves e mais integrados com a Web. Como o Google não vê isso nos Sistemas Operacionais atuais, resolveu fazer o seu sistema, de código aberto e sobre o Kernel do Linux, o que o tornará gratuito e permitirá sua adaptação para qualquer dispositivo.

O Google não quer que o usuário se preocupe com configurações ou segurança do sistema, mas sim com seus dados e aplicativos, portanto, o lançamento do Chrome OS visa disponibilizar um sistema leve, transparente para o usuário e muito seguro, uma vez que a maioria das informações e aplicações estarão “na Nuvem”.

Mas como tudo isso vai funcionar?

A idéia é que, a partir da janela do seu Browser, o usuário possa acessar seus arquivos e aplicações favoritas (que estarão on-line) no caso do sistema que rodará nos Netbooks, a Janela se tornará um sistema Operacional com uma interface simples, mas que permitirá o uso das aplicações remotas de forma mais prática. O Google já vem montando a muito tempo a estrutura que deverá ser o suporte para o funcionamento do Chrome OS. Eles já possuem o Google App Engine, plataforma onde desenvolvedores podem hospedar suas aplicações de forma gratuita. Eles também já possuem o Google Gears, plug-in que permite o uso de aplicações sem a necessidade de estar conectado á internet. Além disso, eles já vem liderando as discussões que envolvem a regulamentação e uso do HTML5, que permitirá o bom funcionamento da maioria das Aplicações e permitirá o uso de recursos como geolocalização, Cache de Informações e maior facilidade na interação com Multimídia.

Mas e o Android, já não é um Sistema? Não seria mais fácil utilizar ele?

O foco dos dois sistemas é totalmente diferente, enquanto o Android é voltado para dispositivos móveis e focado na experiência do usuário em movime

nto, o Chrome OS é focado na experiência de Acessar a Internet e interagir com ela. Com o Chrome OS, as aplicações se tornarão remotas e o sistema será focado em velocidade e disponibilidade on-line das informações.

Onde esse Sistema Vai Rodar? Poderei usar no meu Notebook?

A idéia do Google é seguir a idéia do Android, deixar o sistema OpenSource e fechar parcerias com Fabricantes de Netbooks, que irão vender equipamentos com o Sistema Operacional já instalado. Ainda não há lista de parceiros veja a lista de parceiros, mas o Google está negociando com alguns fabricantes asiáticos. O foco do Chrome OS é criar um sistema Operacional muito rápido e prático, ideal para os Netbooks, porém o sistema será OpenSource, o que permitirá que qualquer pessoa o instale em seu Notebook ou Desktop. Além do mais, a maioria das aplicações será on-line, portanto, através de um navegador compatível, qualquer usuário poderá acessar de qualquer lugar seus arquivos e aplicações.

Quando ele estará disponível?

Acredita-se que até o final de 2009 os Desenvolvedores e Fabricantes tenham uma versão de testes em mãos. O sistema deverá começar a chegar ao Público no segundo semestre de 2010.

Mas e quando  chegará no Brasil?

Não há previsão. Na verdade, tudo dependerá dos fabricantes, que já viram no Brasil um mercado muito interessantes para a venda de notebooks de baixo preço.

O que o Google ganha fazendo um Sistema Operacional?

O objetivo do Google continua o mesmo: Reunir e disponibilizar o maior número que informações, atraindo público para seus serviços. Com o lançamento de um Sistema Operacional para Netbooks, o Google vê a oportunidade de levar a Web para o dia-a-dia de mais pessoas e aumentar o uso da internet em mercados emergentes, como no Brasil. Se considerarmos que hoje a penetração do Google no Brasil é de cerca de 35%, eles ainda têm uma quantidade considerável de público para levar para a internet. Quanto maior o público on-line, maior o tráfego nos serviços e na busca do Google e consequentemente mais pessoas atingidas pelo sistema de publicidade da empresa, sua principal fonte de renda.

O Chrome OS vai quebra a Microsoft e a Apple?

Não, é preciso lembrar que o foco inicial do Google é fazer um sistema simples, que dê ao usuário acesso a aplicações on-line. O foco é facilitar o uso de aplicações Web e ajudar a popularizar a Internet, principalmente em países emergentes. Softwares pesados para edição de Imagens e vídeo, por exemplo, ainda precisarão de uma máquina mais bem dotada e sistemas mais robustos. Ainda é importante lembrar que o foco do Google não se concentra nas corporações e sim o usuário final. Se o Chrome OS tomará o mercado da Apple ou Microsoft, só o tempo dirá.

Mas como confiar todas as informações ao Google?

Bem, este é um risco que você precisará correr. Mesmo assim, as informações não ficarão todas na “Nuvem”. Assim como acontece hoje com aplicações Web que utilizam o Google Gears, será possível manter as informações localmente, sem ter acesso á Internet. Assim, mesmo que você esteja sem conectividade, poderá atualizar documentos que serão automaticamente enviados para a Web assim que sua conexão de internet for restabelecida.

E os Games? Vou poder rodar Jogos pesados neste sistema do Google?

Assim como os atuais Sistemas para Netbooks, o objetivo não é o entretenimento local, através de potentes processadores gráficos capazes de executarem jogos. O objetivo dos Netbooks, e aqui se encaixa o objetivo do Google com o Chrome OS, é tornar o Sistema Operacional leve e simples para permitir facilidade no uso de aplicações on-line.

Poderei instalar  o Chrome OS na minha Geladeira?

Sim, se você for um Desenvolvedor e estiver afim de compilar uma versão para uma Geladeira que tenha o processamento mínimo exigido para rodar o Software, poderá o fazer. O Chrome OS será um sistema OpenSource. Quer dizer que qualquer desenvolvedor poderá adaptá-lo para qualquer dispositivo que ache necessário. Portanto, embora a idéia inicial seja fazer um sistema Operacional para Netbooks, variações para os mais variados dispositivos poderão aparecer. Incluindo desde notebooks, até grandes servidores, passando por Geladeiras, SetupBox e Carros. A grande vantagem é que a integração com API`s do Google certamente será muito simples, facilitando o uso de Google Maps, Gmail e todos os outros serviços do Google.

Quanto vai custar tudo isso?

Nada. Quer dizer, o software será OpenSource, o usuário irá pagar somente pela máquina. Isso deverá diminuir os preços dos Netbooks, já que muitos são vendidos com licença do Windows, que acabam elevando o preço final dos equipamentos.

—-

Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão, por favor deixe um comentário. Prometo atualizar este artigo regularmente.

Popularity: 6% [?]