Google vai distribuir 10,000 aparelhos de TV

Uma ótima oportunidade para desenvolvedores interessados em adaptar seus websites para o Google TV. O Google está planejando distribuir gratuitamente 10 mil aparelhos de TV. Os primeiros 3 mil aparelhos serão distribuídos no Adobe MAX conference, outra parte será distribuída entre desenvolvedores do Google Code e finalmente, se você é desenvolvedor e quer ganhar uma TV basta preencher esse formulário falando sobre o motivo pelo qual está interessado em adaptar seu site para o Google TV, a empresa vai distribuir gratuitamente 2,500 aparelhos para as melhores propostas.

Se você quer conhecer um pouco mais, o Google colocou online uma galeria com alguns sites que já foram adaptados. Para começar a desenvolver agora para o Google TV, visite a documentação oficial e para obter ajuda foi criado um fórum, assim você terá a oportunidade de manter contato com outros desenvolvedores.

Popularity: 4% [?]

Pré-visualização dos resultados de busca começa a chegar para todos os usuários

O Google está liberando aos poucos o novo recurso para todos os usuários. A pré-visualização ajuda bastante na hora de encontrar a resposta para sua pesquisa e o melhor de tudo é que mesmo “pré-carregando” a página que você deseja ver antes de visitar, é tudo tão rápido que não chega a interferir nas buscas.

E para quem não gostou do novo recurso, ao que parece ainda não há uma forma oficial para desativar (nem ativar, simplesmente apareceu!), mas é questão de tempo até aparecer alguma solução.

Popularity: 3% [?]

Google anuncia vencedores do Projeto 10 elevado a 100

Depois de um longo tempo de espera, saiu finalmente a lista com os cinco vencedores. Será doado um total de US$ 10 milhões para as organizações finalistas e cada uma poderá investir o dinheiro em sua idéia.

As idéias vencedoras foram:

Acompanhe o progresso das idéias a partir do site de cada Organização. E para saber mais sobre os vencedores, as idéias e como vão trabalhar nelas, visite o site oficial do projeto.

Popularity: 2% [?]

Usuários de Linux agora podem bater papo por voz e vídeo

Há alguns meses o Google lançou o plugin de bate papo por voz e video para usuários do Gmail, em seguida o iGoogle e o Orkut também receberam suporte a nova funcionalidade, infelizmente a novidade só funcionava no Windows e Mac OS, agora quem tem Linux também pode participar da brincadeira, basta fazer download do plugin em google.com/chat/video. A grande espera agora é por essa ferramenta no Android. : )

Por enquanto apenas para distribuições baseadas no Debian, distribuições que usam pacotes RPM terão que esperar mais um pouco.

Popularity: 4% [?]

Um passeio rápido pelo “novo Google” [Atualizado]

Já faz algum tempo que imagens de uma misteriosa alteração no visual do Google estão circulando pela internet. Ontem o “novo Google” apareceu para mim, então resolvi compartilhar com vocês. Por enquanto todas as alterações são apenas visuais, além do teclado virtual que apareceu essa semana no buscador, não encontrei nenhuma funcionalidade nova.

Então vamos lá, o mais interessante com certeza foi a troca do logo padrão, a nova imagem na página inicial ficou com acabamento bem profissional, continua leve do mesmo jeito e agora vem inserida no CSS e não diretamente no html usando a tag img, como era feito antes. Mais bonita e não afeta o carregamento da página, perfeito!

Continue lendo

Popularity: 5% [?]

Google Buzz ganha seus próprios botões de compartilhamento

Após semanas desde o seu lançamento, o Google Buzz finalmente ganhou seus próprios botões de compartilhamento, se você acessar o undergoogle.com/android poderá ver o botão em funcionamento nos posts. O Facebook e o Twitter, seus principais concorrentes, já possuem há algum tempo essa funcionalidade.

Se você quiser adicionar botões do Google Buzz no seu site, basta ir no seguinte endereço http://buzz.google.com/stuff, configurar os botões com alguns cliques e copiar algumas linhas de JavaScript. Cole este código onde você deseja que o botão do Buzz apareça e pronto, tudo certo!

Popularity: 2% [?]

Nintendo e Google planejam lançar game de buscas na web

O Google e a Nintendo fecharam uma parceria para a produção de um game que utiliza a quantidade de resultados das buscas na web, o novo game será lançado para o Wii no Japão.

A previsão para chegada nas lojas é no dia 29 de abril, batizado de “And Kensaku”, a série contará com 14 minigames com uma variedade de objetivos. Os minigames tem algo em comum, para vencer você precisa encontrar as palavras mais populares, assim sua pontuação será maior no jogo, também será possível disputar partidas com outros jogadores, no Bomb Survivor, o jogador que escolher a palavra que tiver menos relevância nas buscas na web é bombardeado.

O novo lançamento da Nintendo ainda não tem previsão de chegada no mercado internacional e nem um nome oficial em inglês.

[G1]

Popularity: 1% [?]

Google Buzz

Desde ontem as pessoas não param de comentar sobre o Google Buzz, o mais novo serviço social do Google, o Buzz foi desenvolvido pela equipe do Jaiku, é integrado ao Gmail, assim você pode acompanhar atualizações dos seus amigos diretamente da sua caixa de entrada.

Para quem já usou o FriendFeed ou utiliza o Facebook, o Buzz praticamente faz a mesma coisa, agrega conteúdo social seu e dos seus amigos só que dentro do Gmail, se você vive com sua caixa de entrada lotada, isso não vai ser um problema, já que é possível desativar a nova funcionalidade.

O Google Buzz pode ser “conectado” ao GTalk, Picasa, Youtube, Twitter, Google Reader, Flickr e ao seu blog criado no Blogger, é possível também optar por seguir ou não contatos específicos e por último você pode dar um “mute” nas conversações mais movimentadas e que não deixam você trabalhar em paz.

Todos nós brasileiros conhecemos o Orkut, a primeira tentativa do Google no mundo social da internet, infelizmente para a empresa o serviço só faz sucesso aqui no Brasil e na India. Em uma comparação com o Google Wave, diria que ambos possuem funções diferentes, o Wave ficou meio esquecido porque muitas pessoas utilizavam o serviço de forma errada, enquanto o Wave está mais para trabalhos colaborativos (mesmo com a existência dos bots sociais) o Buzz fica com todo o lado social.

O Google Buzz está aparecendo nas contas do Gmail aos poucos, se você ainda não foi presenteado com o novo serviço, dentro dos próximos dias isso provavelmente vai acontecer. Se você tem Iphone ou algum aparelho com Android já é possível usar o serviço. No caso da versão mobile é possível ainda habilitar funções de geottaging, identificando a localização de fotos e de contatos. É necessário que o smartphone tenha GPS.

Se você é desenvolvedor já existe uma API para o Google Buzz, veja mais informações no Google Code.
Clique em “leia mais” para assistir um daqueles videos enormes de lançamento.
Continue lendo

Popularity: 2% [?]

Fundadores do Google planejam vender uma parte de suas ações na empresa


Os fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page, estão com planos de vender 10 milhões de suas ações no Google ao longo dos próximos cinco anos. Page e Brin possuem atualmente cerca de 57,7 milhões de Ações Classe B comum, o que representa aproximadamente 18% das ações do Google e cerca de 59% do poder de voto. Se isso acontecer, será reduzido dos fundadores o direito de tomar decisões importantes na empresa, já que o controle passará de 59% para 48% (47,7 milhões).

Isto não significa que Page e Brin estão desistindo do controle majoritário da empresa, na realidade, eles não estão cedendo muito. Embora eles não possuam mais o direito de voto da maioria, salvo algum imprevisto em alguma circunstância bizarra que divida os seus votos, eles ainda mantêm os direitos de voto suficiente para tornar quase impossível uma votação contra eles.

Isso é algo bem normal entre os fundadores de empresas de capital aberto. Na verdade, Bill Gates tem seguido um processo semelhante com a sua participação na Microsoft, vendendo quantidades predeterminadas de ações a cada ano. Em um comunicado, o Google disse que:

“Ambos estão comprometidos como nunca com o Google e estão plenamente envolvidos no nosso dia-a-dia de gestão e estratégia de produto. A maior parte do seu patrimônio líquido permanece com o Google.”

Com o preço atual das ações do Google a US$550, as partes valeriam algo em torno de 5,5 bilhões dólares, se fossem vendidas imediatamente.

Popularity: 2% [?]

Vídeo ensinando a fazer pesquisas mais eficientes no Google

Divulgado pelo CEO do Google no Twitter, mais um video legal do Google (sim, existem muito mais de onde esse veio!) divulgando alguns recursos de pesquisa que nem todo mundo conhece, infelizmente alguns dos “atalhos” de pesquisa mostrados no video não funcionam no Brasil, mas se você usa a versão americana do buscador, isso pode lhe ser útil.

Mais alguém notou que o @ericschmidt anda twitando mais, depois que o @billgates deu as caras no Twitter? #vicio : )

Popularity: 2% [?]

Google envia nova proposta a FCC para administrar os espaços em branco

Um dia antes do lançamento do Nexus One aconteceu algo bem interessante durante os bastidores, o Google solicitou a FCC a permissão para administrar o “espaço em branco”. Se o Google pretende realmente ter um “Superphone” teria que ignorar completamente as operadoras de serviço móvel, permitindo chamadas VoIP de qualquer lugar, uma tarefa que o recentemente livre “espaço em branco” poderia proporcionar.

O Google afirmou em 2007 que:

“o espaço em branco – pode ser usado para expandir o acesso à Internet através de dispositivos pessoais de baixo consumo, semelhante ao Wi-Fi. O melhor de tudo, com as novas tecnologias de detecção pode-se garantir que esse espectro possa ser utilizado para serviços de banda larga móvel sem interferir nem um pouco os sinais de televisão. “ (tradução livre)

A idéia surgiu em 2006, fornecer acesso à Internet de alta velocidade através destes espaços brancos nas freqüências de televisão não utilizadas entre 54 – 698 MHz, que foram abandonadas em junho de 2009, com a migração da TV analógica para a TV digital nos E.U.A..

O Google acabou abandonando a idéia com o tempo e assim como a própria empresa comunicou antes que não iria vender um “Google Phone”, eles também afirmaram há um ano que não pretendiam administrar os espaços em branco.

O motivo que fez o Google desistir na época foi que, enquanto eles queriam que o “espaço em branco” fosse aberto, a FCC exigiu que um banco de dados fosse criado antes que o espaço em branco fosse utilizado. O Google agora está defendendo a idéia de que a FCC considere uma arquitetura aberta para este banco de dados e enviou outra proposta na qual o Google ficaria como o administrador desse banco de dados.

Portanto, se a FCC aprovar e o Google torna-se o administrador do banco de dados do espaço em branco, em breve se tudo ficar certo, os moradores dos Estados Unidos não terão mais obstáculos para realizar chamadas VoIP de qualquer lugar, essa seria praticamente a vitória do Google Voice e do Google Phone.

Popularity: 1% [?]

Tudo sobre o caso do Google na China

Esta semana o Google tomou uma decisão que com toda certeza entrou para a história da empresa, devido a uma sequência de ataques recebidos nos seus servidores nos últimos dias, que resultou em contas do Gmail atacadas, entre elas algumas de ativistas de direitos humanos, outras 20 empresas de setores diversos foram alvos do mesmo ataque. Em reposta ao acontecido o Google resolveu que não vai mais censurar o conteúdo do buscador na China, não importa as consequências, mesmo que para isso tenha que fechar seus escritórios na China e desligar o google.cn.

Por que depois de quatro anos seguindo as regras o Google tomou essa decisão? Ao que parece é uma provocação ao Governo, o que nos leva a pensar de onde teria vindo esses ataques:

“Esses ataques e a vigilância que eles revelaram – associado às tentativas ao longo do ano passado de limitar a liberdade de expressão na web – nos levaram a concluir que devemos examinar a viabilidade de nossas operações na China…” — Google Brasil

Quem mais teria o poder de quebrar a segurança do Google para bisbilhotar contas dos ativistas dos direitos humanos. Isso não parece estranho para você?

Todas as suspeitas apontam que os ataques, muito bem planejados vieram mesmo do próprio Governo Chinês, pesquisadores do laboratório VeriSign’s iDefense publicaram um relatório nesta sexta-feira, identificando os servidores de onde partiram os ataques ao Google na China, o relatório aponta para uma participação do Governo Chinês no caso, de acordo com informações do site Ars Technica.

“O número do IP e o servidor de onde partiram o ataque são da mesma entidades, e ambos pertencem ao governo chinês”, afirmam os pesquisadores no relatório, porém mais tarde a VeriSign’s iDefense publicou uma nota corrigindo que possivelmente teria sido o Governo Chinês o autor dos ataques“.


Desde que foi aberto seu primeiro escritório na China, o Google tem jogado de acordo com as regras, respeitando e executando as leis do país, censurando o conteúdo que é categorizado impróprio na tentativa de ser o primeiro no mercado asiático, coisa que ele não conseguiu até hoje, mesmo tendo um bom lucro com seus negócios na China, ao correr o risco de prejudicar seus negócios em todo o mundo a empresa decidiu pressionar o Governo na tentativa de evitar problemas maiores no futuro.

O porta-voz do Ministério de Relações Estrangeiras da China ofereceu esta resposta indireta “empresas que fazem negócios na China precisam seguir as leis do país” e também negou as acusações indiretas do Google, o site China Daily afirmou que o governo tem procurado mais informações do Google sobre o seu anúncio, mas que “Ainda é difícil dizer se o Google vai desligar seu buscador na China ou não. Ninguém sabe”.

Enquanto isso, a equipe chinesa do Google está em um verdadeiro estado de confusão. O mesmo artigo no China Daily cita que um funcionário respondeu que “Fomos informados de que o Google pode encerrar suas operações na China a qualquer momento” e somente isso. Recentemente os funcionários do Google na China entraram em férias coletivas, enquanto a sede em Mountain View ainda executa alguns testes de segurança em sua rede interna.

Essa notícia se espalhou no mundo inteiro durante a semana, menos na China, as pessoas estão evitando falar sobre o assunto, e alguns que tiveram coragem de abrir a boca, acabaram sendo censurados. Ao usar o rival do Google no país, o Baidu.com e pesquisar por google.blogspot.com, por exemplo, você ficará bloqueado por cerca de 5 a 10 minutos de utilizar o sistema de buscas.

A Microsoft e a HP não apoiaram a decisão do Google, já o Yahoo declarou nessa última quinta-feira que está de acordo com a decisão tomada pela empresa, mas não vai seguir o mesmo caminho.

Uma das medidas de segurança tomadas pelo Google essa semana foi tornar padrão a conexão segura no Gmail (https), embora isso não seja uma grande novidade (já era possível habilitar essa configuração), vai fazer uma grande diferença para usuários com conhecimento não técnico que utilizam o serviço de qualquer conexão Wifi aberta, ainda será possível desabilitar o https nas configurações, já que ele torna o carregamento das mensagens um pouco mais devagar, mas não é aconselhável fazer isso.

O meu ponto de vista sobre tudo isso que aconteceu é que diante desse avanço tecnológico que estamos vivendo, em breve vamos “viver dentro da informação”, estamos caminhando para isso, não é o Google que vai perder o mercado chinês e sim a China que vai perder o Google e isso vai ser ruim para eles no futuro, talvez não para o Governo, mas sim para todos os chineses. A partir de segunda-feira teremos mais informações sobre esse caso e veremos se isso vai acabar bem ou não, já adianto que estou do lado do Google. :- )

Popularity: 2% [?]

Veja como você pode ajudar o Haiti a recuperar-se

Você provavelmente deve saber da catástrofe que aconteceu no Haiti, o mundo inteiro está ajudando o país a se recuperar fornecendo alimentos, equipamentos, equipes de resgate e mão de obra. O Google deu a iniciativa de doar US$1 milhão e criou uma página especial para você que deseja ajudar também, tenha a possibilidade de doar dinheiro para uma das duas ONGs que possuem voluntários trabalhando no Haiti, a UNICEF e a CARE.

O Google e a GeoEye forneceram também uma imagens atualizadas de como está o Haiti depois do terremoto, você pode conferir usando o Google Earth.

Também foram disponibilizados alguns dados do Map Maker para organizações das Nações Unidas, e a equipe está trabalhando com a Map Your World Community para encorajar os usuários do Map Maker com conhecimento do local a atualizar o mapa do Haiti com informações de resposta a esse desastre.

No Youtube, você pode ver mais informações nesta página.

Existe uma lista de organizações que você pode ajudar a ajudar também, caso queira fazer isso, segue a lista:
Direct Relief, Yele Haiti, Partners in Health, Cruz Vermelha Americana, Programa Alimentar Mundial, Mercy Corps, Save the Children, Lambi Fund, Médicos Sem Fronteiras e The International Rescue Committee.

Encontre mais formas de como contribuir visitando essa página especial hospedada nos servidores do Google.

[Google Brasil]

Popularity: 2% [?]

Google anuncia Nexus One e loja online para venda de “superphones”

Hoje foi anunciado oficialmente o Nexus One, confirmando os boatos que circulavam pela internet, realmente o aparelho será vendido em uma loja online no seguinte endereço Google.com/phone, o aparelho está apenas disponível para clientes dos seguintes países: Estados Unidos, Reino Unido, Hong Kong e Singapura. Está sendo vendido na nova loja online por US$529 desbloqueado, o Google também oferece a opção de comprar o aparelho através da T-mobile, que também vem desbloqueado e custando US$179 mais um plano de serviço que custa US$80/mês.

O Nexus One

O aparelho é bem elegante, apesar de não possuir nada de inovador em hardware, ele não deixou de seguir os padrões dos novos aparelhos que estão sendo lançados no mercado. Fabricado pela HTC, o Nexus One possui uma tela touchscreen de 3,7′ com a seguinte resolução 800 x 480 pixels, processador Qualcomm QSD 8250 1 GHz, tem 11,5 milímetros de profundidade e pesa 130 gramas (mais leve e mais fino do que o iPhone 3Gs que tem 12,3 mm e pesa 135 gramas), a câmera possui 5 megapixels e foco automático (e sim, você vai poder capturar videos com ela), a bateria por sua simplicidade também não impressiona muito, possui 1400 mAH e é removivel, a vantagem é que você pode ter mais de uma pelo menos. Em armazenamento o aparelho possui um cartão Micro SD de 4GB e pode ser expandido para 32GB, a conectividade do aparelho pode ser por Wi-Fi, 3G ou Bluetooth (veja uma lista completa das especificações aqui).

Talvez o que mais impressionou no Nexus One (e que inclusive da ao Google a oportunidade de chamar o aparelho de “SuperPhone”) é o Android 2.1, a nova versão do Android possui comandos de voz por “todos os lados”, a qualquer momento que você clicar em um campo de texto o recurso pode ser ativado e você pode começar a falar que sua fala será convertida para texto. Além disso, o Nexus One possui integração total com o Google Voice, é muito rápido e o teclado virtual está bastante melhorado.

O Nexus One trás duas novidades em aplicativos bem interessantes, o Live Wallpaper que deixa o fundo de tela animado, entre as opções de animação que você pode escolher no aplicativo, são: Grass, Magic Smoke, Água e um relógio Polar. O Google também vai oferecer um serviço de configurações de backup, que faz backup de perfil, aplicações, ringtones e outras configurações para a nuvem do Google. E por último, vamos ver alguns efeitos em #d bem legais no aparelho que inclui a visualização dos aplicativos em uma rolagem 3D, e uma nova forma de visualização de fotos usando a tecnologia Cooliris.

O futuro da loja online

O Nexus One é o primeiro de vários aparelhos que vão aparecer na loja online de “superphones” do Google, embora ainda não disponível para os consumidores brasileiros. Hoje, a unica operadora parceira do Google é a T-mobile, em breve outras operadoras serão adicionadas incluindo a Verizon Wireless nos os E.U.A. e da Vodafone na Europa e consequentemente mais países no futuro, desejamos que um dos próximos seja o Brasil. Conheça a loja online Google.com/phone.

Links externos

Galeria de imagens do Nexus One [Engadget]
Tour em 3D do Nexus One
Perguntas e repostas [Cobertura do Evento de lançamento do Nexus One] no RWW

Popularity: 2% [?]