Progresso no desenvolvimento do Chrome para Linux e Mac

Há alguns meses o Google disponibilizou versões do Google Chrome para Linux e Mac. O Google Chrome para esses sistemas, ainda não está na fase final e muito menos na fase beta, mas o progresso no desenvolvimento vai muito bem, com pelo menos uma atualização por semana, podemos perceber que falta pouco para ser lançado uma versão beta do produto para Linux e Mac.
Continue lendo

Popularity: 4% [?]

Conheça o Orkut Promote

O Google divulgou essa semana no Youtube um vídeo ensinando a utilizar o Orkut Promote, que é uma nova maneira de divulgar conteúdo (imagens, textos e vídeos) para seus amigos do Orkut, a nova funcionalidade permite também ver estatísticas do conteúdo que você publicou e também possui um recurso chamado “spread”, que tem uma função similar ao RT do Twitter.
 

Com toda a certeza não é isso que vai fazer o Orkut “bombar” em outros países além do Brasil e Índia, mas há bastante tempo não aparecia uma ferramenta tão legal assim no Orkut. Se isso vai ser bom ou não, veremos daqui a alguns dias.

Popularity: 4% [?]

Traduza documentos do seu computador no Google Translate

O Google Translate, serviço de tradução online do Google, adicionou uma nova funcionalidade que permite fazer upload de arquivos para serem traduzidos online. Até agora, tínhamos que fornecer a URL ou copiar e colar o texto manualmente para realizar a tradução. Agora você pode executar a tradução direta do conteúdo de qualquer arquivo que você enviar para o Google Translate.
google-translate
Para fazer isso entre em translate.google.com.br, clique em “envie um documento”. Em seguida, navegue e selecione um documento específico, escolha o idioma que deseja e clique no botão Traduzir.

Em alguns casos a ferramenta preserva uma parte da formatação original do documento depois de traduzido. Você pode traduzir documentos do Word, arquivos PDF, apresentações e arquivos de texto, usando esta nova funcionalidade do Google Translate, não é nada demais mas com certeza é uma nova funcionalidade bem vinda.

Popularity: 3% [?]

Chrome OS já estava previsto no Google Master Plan

Se você acompanha o underGoogle desde o início, deve lembrar-se que em 2006 publicamos com exclusividade o Google Master Plan, quadro que ficava na Sede da empresa, em Mountain View e que era cheio de rabiscos de idéias futuras do Google. Muitos achavam que tudo não passava de loucura, porém, a cada dia que passa, o buscador mostra que muitas das idéias contidas no Plano Mestre podem realmente tornar-se realidade.

Observando hoje o Google Master Plan, notei que em um pedaço do quadro havia, em destaque, uma citação ao Google OS, que estava ligado a um balão de Browser e a outro com referência ao GNU além de outras informações que apontavam para Computação baseada na Rede.

Bem, veja a imagem e tire suas conclusões.

Picture 1

Navegue pela versão completa do Google Master Plan

Popularity: 3% [?]

Google Chrome OS: Perguntas Frequentes

google-chrome-300x289

Todo mundo já deve estar sabendo do lançamento mais recente do Google, o Google Chrome OS, Sistema Operacional que o Google deverá lançar em 2010. Como a informação ainda está fresquinha e muitas dúvidas deverão surgir até o sistema ser realmente revelado ao público e testado, resolvi montar uma lista de Perguntas Frequentes, muitas delas respondidas pelo pessoal do Google no dia do anúncio do Chrome OS (postado no Twitter oficial do underGoogle):

Porque um Sistema Operacional?

As pessoas passam muito mais tempo on-line que fazendo qualquer outra coisa no computador. Portanto, é preciso repensar o funcionamento dos Sistemas Operacionais, eles precisam ser mais leves e mais integrados com a Web. Como o Google não vê isso nos Sistemas Operacionais atuais, resolveu fazer o seu sistema, de código aberto e sobre o Kernel do Linux, o que o tornará gratuito e permitirá sua adaptação para qualquer dispositivo.

O Google não quer que o usuário se preocupe com configurações ou segurança do sistema, mas sim com seus dados e aplicativos, portanto, o lançamento do Chrome OS visa disponibilizar um sistema leve, transparente para o usuário e muito seguro, uma vez que a maioria das informações e aplicações estarão “na Nuvem”.

Mas como tudo isso vai funcionar?

A idéia é que, a partir da janela do seu Browser, o usuário possa acessar seus arquivos e aplicações favoritas (que estarão on-line) no caso do sistema que rodará nos Netbooks, a Janela se tornará um sistema Operacional com uma interface simples, mas que permitirá o uso das aplicações remotas de forma mais prática. O Google já vem montando a muito tempo a estrutura que deverá ser o suporte para o funcionamento do Chrome OS. Eles já possuem o Google App Engine, plataforma onde desenvolvedores podem hospedar suas aplicações de forma gratuita. Eles também já possuem o Google Gears, plug-in que permite o uso de aplicações sem a necessidade de estar conectado á internet. Além disso, eles já vem liderando as discussões que envolvem a regulamentação e uso do HTML5, que permitirá o bom funcionamento da maioria das Aplicações e permitirá o uso de recursos como geolocalização, Cache de Informações e maior facilidade na interação com Multimídia.

Mas e o Android, já não é um Sistema? Não seria mais fácil utilizar ele?

O foco dos dois sistemas é totalmente diferente, enquanto o Android é voltado para dispositivos móveis e focado na experiência do usuário em movime

nto, o Chrome OS é focado na experiência de Acessar a Internet e interagir com ela. Com o Chrome OS, as aplicações se tornarão remotas e o sistema será focado em velocidade e disponibilidade on-line das informações.

Onde esse Sistema Vai Rodar? Poderei usar no meu Notebook?

A idéia do Google é seguir a idéia do Android, deixar o sistema OpenSource e fechar parcerias com Fabricantes de Netbooks, que irão vender equipamentos com o Sistema Operacional já instalado. Ainda não há lista de parceiros veja a lista de parceiros, mas o Google está negociando com alguns fabricantes asiáticos. O foco do Chrome OS é criar um sistema Operacional muito rápido e prático, ideal para os Netbooks, porém o sistema será OpenSource, o que permitirá que qualquer pessoa o instale em seu Notebook ou Desktop. Além do mais, a maioria das aplicações será on-line, portanto, através de um navegador compatível, qualquer usuário poderá acessar de qualquer lugar seus arquivos e aplicações.

Quando ele estará disponível?

Acredita-se que até o final de 2009 os Desenvolvedores e Fabricantes tenham uma versão de testes em mãos. O sistema deverá começar a chegar ao Público no segundo semestre de 2010.

Mas e quando  chegará no Brasil?

Não há previsão. Na verdade, tudo dependerá dos fabricantes, que já viram no Brasil um mercado muito interessantes para a venda de notebooks de baixo preço.

O que o Google ganha fazendo um Sistema Operacional?

O objetivo do Google continua o mesmo: Reunir e disponibilizar o maior número que informações, atraindo público para seus serviços. Com o lançamento de um Sistema Operacional para Netbooks, o Google vê a oportunidade de levar a Web para o dia-a-dia de mais pessoas e aumentar o uso da internet em mercados emergentes, como no Brasil. Se considerarmos que hoje a penetração do Google no Brasil é de cerca de 35%, eles ainda têm uma quantidade considerável de público para levar para a internet. Quanto maior o público on-line, maior o tráfego nos serviços e na busca do Google e consequentemente mais pessoas atingidas pelo sistema de publicidade da empresa, sua principal fonte de renda.

O Chrome OS vai quebra a Microsoft e a Apple?

Não, é preciso lembrar que o foco inicial do Google é fazer um sistema simples, que dê ao usuário acesso a aplicações on-line. O foco é facilitar o uso de aplicações Web e ajudar a popularizar a Internet, principalmente em países emergentes. Softwares pesados para edição de Imagens e vídeo, por exemplo, ainda precisarão de uma máquina mais bem dotada e sistemas mais robustos. Ainda é importante lembrar que o foco do Google não se concentra nas corporações e sim o usuário final. Se o Chrome OS tomará o mercado da Apple ou Microsoft, só o tempo dirá.

Mas como confiar todas as informações ao Google?

Bem, este é um risco que você precisará correr. Mesmo assim, as informações não ficarão todas na “Nuvem”. Assim como acontece hoje com aplicações Web que utilizam o Google Gears, será possível manter as informações localmente, sem ter acesso á Internet. Assim, mesmo que você esteja sem conectividade, poderá atualizar documentos que serão automaticamente enviados para a Web assim que sua conexão de internet for restabelecida.

E os Games? Vou poder rodar Jogos pesados neste sistema do Google?

Assim como os atuais Sistemas para Netbooks, o objetivo não é o entretenimento local, através de potentes processadores gráficos capazes de executarem jogos. O objetivo dos Netbooks, e aqui se encaixa o objetivo do Google com o Chrome OS, é tornar o Sistema Operacional leve e simples para permitir facilidade no uso de aplicações on-line.

Poderei instalar  o Chrome OS na minha Geladeira?

Sim, se você for um Desenvolvedor e estiver afim de compilar uma versão para uma Geladeira que tenha o processamento mínimo exigido para rodar o Software, poderá o fazer. O Chrome OS será um sistema OpenSource. Quer dizer que qualquer desenvolvedor poderá adaptá-lo para qualquer dispositivo que ache necessário. Portanto, embora a idéia inicial seja fazer um sistema Operacional para Netbooks, variações para os mais variados dispositivos poderão aparecer. Incluindo desde notebooks, até grandes servidores, passando por Geladeiras, SetupBox e Carros. A grande vantagem é que a integração com API`s do Google certamente será muito simples, facilitando o uso de Google Maps, Gmail e todos os outros serviços do Google.

Quanto vai custar tudo isso?

Nada. Quer dizer, o software será OpenSource, o usuário irá pagar somente pela máquina. Isso deverá diminuir os preços dos Netbooks, já que muitos são vendidos com licença do Windows, que acabam elevando o preço final dos equipamentos.

—-

Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão, por favor deixe um comentário. Prometo atualizar este artigo regularmente.

Popularity: 6% [?]

Google Developer Day em Imagens

Enquanto compilo todas as informações do Google Developer Day, seguem algumas fotos, tiradas pelo convidado Luis Leão:

Alex Dias

Alex Dias, na abertura do evento, que contou com a participação de aproximadamente 1000 desenvolvedores, da lista de mais de 3000 que tentaram uma vaga no evento deste ano.

PatrickChanezon

Patrick Chanezon que promoveu como ninguém o uso das API’s do Google e as maravilhas que o HTML5 pode proporcional.

Stephanie Hannon e Torsten Nelson

Stephanie Hannon e Torsten Nelson, que demostraram o Google Wave e levaram as pessoas ao delírio ao mostrar o corretor ortográfico funcionando em português!

PamelaFox

Pamela Fox, australiana responsável pelas API’s do Google Maps, que palestrou sobre um dos novos desafios do Google, levar mapas 3D para a Web de forma fácil e com qualidade.

MichaelRepass

Michael Repass, responsável pelo App Engine, que mostrou as vantagens da ferramenta e do interesse do Google em tornar os Webservices acessíveis.

ChrisDiBona

Chris DiBona, o “cara” do código Aberto no Google que falou do interesse da empresa em ter serviços de código aberto que facilitam a criação de aplicação pelos desenvolvedores.

SethCovitz

Seth Covitz, que mostrou aos desenvolvedores o pode do Wave.

Veja a Galeria de Fotos montada pelo Luis Leão, especialmente para o underGoogle:

Popularity: 2% [?]

Google começou a convidar novos usuários para o Google Voice

16323851941876579956Há alguns meses o Google lançou o Google Voice, serviço que foi desenvolvido a partir do GrandCentral. O Google Voice permite que você tenha um número de telefone gratuito para o resto de sua vida, além disso você pode receber chamadas e SMS nele, e deixar armazenado suas conversas e mensagens no próprio serviço.

Quando o serviço foi lançado em versão “Beta” somente usuários do GrandCentral estavam tendo acesso as suas novas contas no GVoice, hoje o Google começou a distribuir convites para pessoas que residem nos Estados Unidos, que fizeram o pedido através desse formulário.

A procura pelo serviço é tão grande que algumas pessoas estão vendendo convites no Ebay, uma vez recebi um convite para testar o GrandCentral, mas não consegui criar minha conta no serviço de nenhuma forma, certamente o Google também não vai permitir que usuários de outros países criem contas no GVoice, infelizmente. De qualquer forma, se alguém conseguir ter acesso ao serviço fique a vontade para nos contar sua experiência com ele nos comentários. : )

Segue o video promocional do Google Voice:

Popularity: 4% [?]

Visão geral sobre Realidade Aumentada no Android

Realidade Aumentada não é algo novo, já vem sendo utilizada em diversos lugares há anos, mas dessa vez está entrando com força no Mercado graças ao Android, com bastante facilidade, aplicativos de RA estão se espalhando pelo mundo e em breve chegarão as mãos de todos.

Uma das coisas que mais tem deixado a todos impressionados no Android, é o surgimento de aplicativos de RA, que invadiram de vez o sistema. O mercado de aplicativos no Android ainda é pequeno, sete meses após o lançamento do G1 foram registrados 4900 aplicativos no Android Market, apesar dos números ainda não serem tão assustadores se comparado a concorrência, o Market possui aplicativos de grande qualidade.

androids

Ainda não existem pessoas faturando milhões com o sistema Android (exceto as empresas que já estão trabalhando com ele), mas isso é algo que vai acontecer igual a outros sistemas e suas lojas de aplicativos online, quem chegar primeiro, domina logo sua área e quem chegar por último vai ser sempre o último, ou não caso sua idéia seja melhor.

Entre as empresas que estão lançando aplicativos de RA para o Android, temos a mais famosa: IBM com o seu aplicativo chamado Wimbledon, outras que surgiram graças ao Android como é o caso da SPRXmobile com o seu produto Layar (que logo assumiu o cargo de primeiro navegador RA do mundo), no inicio do desenvolvimento do Android surgiu o Enkin, que não ganhou o ADC1, mas teve sua equipe de desenvolvimento contratada pelo Google e por último e talvez o mais conhecido entre os proprietários de aparelhos com Android o Wikitude.

Continue lendo

Popularity: 11% [?]

Acaba de ser anunciado o HTC Hero [Atualizado]

hero_screensHTC acaba de anunciar seu próximo Smartphone com Android há alguns instantes. Chamado de ‘Hero’, ele vem com um Android customizado. Até agora, o que podemos dizer é que o hardware é semelhante ao do G1 e Magic. Ah, e algo novo chamado Flash também. : )

Segue as novidades:

  • Câmera de 5 megapixel
  • Qualcomm MSM7200A processador de 528 MHz
  • 512 MB ROM, 288 MB de RAM
  • 3.5 mm headphone jack
  • 1350 mAh bateria (Para quem reclamou da bateria do G1)
  • Flash Integrado! Continue lendo

Popularity: 2% [?]

Google quer tornar a Web mais rápida

Preocupado com a rápida evolução da Web e o número de internautas que não para de aumentar, a Gigante de Mountain View, agora está querendo melhorar o desempenho do carregamento das páginas da web. Há alguns dias a empresa lançou uma ferramenta para ajudar os desenvolvedores nessa tarefa, o Page Speed, que é um add-on para Firefox feito para avaliar o desempenho das suas páginas da web e para obter sugestões sobre como melhorá-las.

Na tentativa de unir os profissionais do ramo de desenvolvimento web o Google lançou um site especial com grupos de discussão, dicas e uma área especial no Google Moderator para você enviar sua idéia ou sugestão.

Via @Google Blog

Popularity: 2% [?]

Apresentações e vídeos do Google I/O estão disponíveis para todo mundo!

io2009-smComo alguns de vocês devem saber, há alguns dias ocorreu o Google I/O em São Francisco. Infelizmente nem todo mundo teve a oportunidade de ir ao evento. Mas a boa notícia é que o Google está disponibilizando as apresentações e os videos do evento para ver online ou para fazer download. Estão disponiveis apresentações de produtos como App Engine, Android, Wave e muito mais, para fazer download basta acessar esse link.

Popularity: 8% [?]

O Google anuncia detalhes do ADC2

android_brancoO Google anunciou detalhes do segundo Android Developer Challenge (ADC), no Google I/O que ocorreu na semana passada (dias 27 e 28) em São Francisco. O novo ADC resultará em 30 aplicações vencedoras que irão receber uma quantia de quase US$ 2 Milhões.

Desta vez os vencedores serão divididos em 10 categorias (conheça essas categorias aqui) e os próprios usuários do Android Market vão ter a oportunidade para testar e votar nas suas aplicações favoritas em todas as rodadas da competição.

No final, o primeiro, segundo e terceiro lugar em cada categoria serão vencedores de US$100 mil, US$50 mil e US$ 25 mil (respectivamente).

Haverá também um último sorteio com as 3 aplicações “globais” mais votadas. O primeiro lugar irá receber um adicional de US$ 150 mil, enquanto o segundo US$ 50 mil e o terceiro lugar US$ 25 mil.

Para concorrer, todos os aplicativos enviados devem ser compativeis com o Android 1.5 e está em Inglês. É permitido o aplicativo concorrer em somente uma categoria. Mais detalhes sobre os termos do concurso serão disponibilizados em breve (provavelmente no dia 1 de Junho).
Acompanhe a linha do tempo do ADC2:

  • 27 de Maio –  Anuncio do ADC2 no Google I/O.
  • Junho: Termos e condições disponiveis em Google Code.
  • Inicio de Agosto: Aberto o período de envio dos aplicativos, chegou a hora de enviar seu super projeto!
  • Aproximadamente 2 semanas depois: fim do período de envio das aplicações; E inicio das votações dos usuários do Android Market.
  • Metade de Outubro: Fim da primeira fase da votação.
  • Metade de Novembro: Fim da última fase e anuncio dos grandes vencedores.
Mais informações sobre o concurso podem ser encontradas no android.com ou no Google Code. Vale lembrar que no primeiro ADC um brasileiro estava entre os vencedores. Dessa vez, apesar do valor dos prêmios serem menores, serve como incentivo a possível chegada do Android oficialmente aqui no Brasil ainda esse ano.

Popularity: 12% [?]

Inscrições abertas para o Google Developer Day 2009

logo_branco

Anote na sua agenda! No dia 29 de Junho acontecerá mais um Google Developer Day, evento onde desenvolvedores do Google apresentam as novas tecnologias da empresa para programadores criarem mashups ou aplicações para a plataforma móvel do Google, o Android.

Ainda não há muitas informações sobre os palestrantes e o programa do evento, porém as inscrições já estão abertas. Como as vagas são muito concorridas, se você é desenvolvedor e deseja participar, vá ao site e preencha o cadastro!

Google Developer Day 2009

29 de junho de 2009
Sheraton São Paulo WTC Hotel
Av. das Nações Unidas, 12.559 – Brooklin Novo – CEP 04578-903 – São Paulo – SP

Popularity: 18% [?]

Orkut: do jeito que brasileiro gosta

Hoje participei da discussão no Google Discovery sobre os motivos pelos quais o Orkut é um sucesso no Brasil (e na Índia) e não em outros países do mundo.

Segundo uma declaração  recente da Marissa Mayer, vice-presidente de Pesquisa de Produtos e Desempenho dos Usuários no Google (ou resumindo, a nossa geek preferida), isso acontece simplesmente por causa do fuso-horário. Tudo porque os brasileiros e indianos acessam a internet massivamente em um horário diferente aos dos países mais desenvolvidos, o que fez com que o Orkut oferecesse uma experiência mais satisfatória aos usuários daqui que de países onde o tráfego é concentrado em outros períodos.  Resumindo: a gente acessa o Orkut na “madrugada” deles.

Eu discordo. Já falei e volto a repetir: o Orkut faz sucesso no Brasil porque é simples! Compare com o Facebook e em cinco minutos você irá concordar comigo. Apesar de o Facebook ter muito mais funcionalidades (muitas delas depois copiadas pelo Orkut), o layout não é tão intuitivo e fácil de usar como nossa rede social preferida aqui no país.

Tá certo que o Orkut não é lá o site mais bonito do mundo, mas é funcional e permite que a maioria das pessoas, com os mais diversos graus de familiaridade com a web, aprenda a usá-lo rapidamente. Se você entra no Facebook pela primeira vez, provavelmente ficará perdido entre tantas opções e sem saber exatamente aonde ir.

Pesa também o fato de o Orkut ter sido traduzido para o português muito antes do Facebook e vale lembrar que muitos usuários deste fizeram uma campanha para que não fosse traduzido, justamente para que ele não se popularizasse no Brasil, como o Orkut.

Mas também há outro fator que acho determinante: o Facebook é muito mais frio. Basta entrar no Orkut para ver as carinhas dos nossos amigos ao lado, os aniversariantes embaixo, etc. É realmente como estar numa “rede social” com pessoas de verdade. No Facebook não “vemos” as pessoas tão fácil e, por mais que possamos seguir via streaming quase tudo o que nossos contatos fazem, é praticamente impossível obter detalhes da vida de quem não nos autoriza a ser amigos. Ou seja, não permite um dos nossos passatempos preferidos: bisbilhotar a vida alheia.

Popularity: 59% [?]

Google responde as recentes falhas do Gmail com Apps Status Dashboard

Em resposta as recentes falhas do Gmail, o Google lançou o Google Apps Status Dashboard. A nova ferramenta oferece informações dos “status” dos produtos do Google Apps mais populares da empresa, incluindo Gmail, Calendar, Google Talk, Google Docs, Google Sites, entre outros.

A idéia da ferramenta é manter as pessoas atualizadas sobre o que está acontecendo com determinado produto, principalmente as pessoas que não acompanham os blogs da empresa. O Google tem mostrado que sabe lidar com eventos inesperados, embora suas falhas durem por pouco tempo, milhares de pessoas são prejudicadas quando elas ocorrem, apesar de não mostrar em tempo real o que está acontecendo com determinado produto é uma boa para acompanhar os bastidores do seu produto favorito.
gasd
Essa seria mais uma maneira de mostrar que você pode confiar suas informações, arquivos e  inclusive sua empresa ao Google?

Popularity: 65% [?]