Google: o sonho acabou?

sonho-acabou

Há alguns anos o nome Google é ligado a expressões positivas. Para uns é sinônimo de sucesso, para outros de prosperidade e até mesmo alegria. Afinal, não é comum ver uma empresa – relativamente nova, diga-se de passagem – quebrar tantos paradigmas e se posicionar com uma imagem tão sólida quanto carismática. A Microsoft pode ser lembrada por ser líder no seu segmento e ser responsável por colocar Bill Gates algumas vezes no topo da lista dos homens mais ricos do mundo, assim como a Apple é lembrada por seu poder de gerar fanáticos em torno de uma marca e estar sempre na vanguarda. Mas o Google tem os dois lados da moeda. Pelo menos tinha.

Talvez não tenha sido tão surpreendente quando a companhia começou a anunciar seus “ajustes” para enfrentar a crise mundial, já que estávamos nos acostumando a notícias parecidas vindas de muitas empresas de informática e outros setores. Mas mesmo assim, talvez porque não quiséssemos imaginar a crise para o Google na tentativa de manter o sonho de empresa perfeita intacto, não esperávamos que o gigante fosse afetado.

Começou com os rumores de que o Google estaria cortando algumas regalias (ou seria luxo?) dos funcionários em grandes sedes como Nova York e até a de Mountain View. Já no final do ano passado, a companhia anunciou o cancelamento de contratos temporários e no início deste ano reduziu bastante a sua equipe de recrutamento, já que segundo a própria companhia, o volume de novas contratações não era mais o mesmo. Para completar, o blog TechCrunch divulgou, semana passada, e-mails de ex-funcionários que não se sentiam tão satisfeitos em trabalhar na empresa modelo; e a caída no ranking da Forbes de 1º para 4º posto das melhores empresas para se trabalhar parece ter oficialmente acabado com uma era.

Até mesmo as famosas “super compras” do Google ficaram estagnadas e o que vimos nas últimas semanas foi uma sucessão de descontinuidade de produtos que não traziam retorno financeiro para a companhia, ou não fizeram tanto sucesso com os usuários. O próprio Orkut, o queridinho dos brasileiros (só dos brasileiros e dos indianos) continua como patinho feio, vendo seu aniversário de 5 anos passar praticamente em branco. Nem é tão difícil de entender, mesmo com a recente adição de publicidade, o site ainda não dá dinheiro suficiente ao Google.

O que dá dinheiro mesmo (e muito) continua sendo a dupla Adsense-Adwords e é por isso que o Google está cada vez mais atento em garantir que a fórmula continue dando certo. Posts nos blogs oficiais da companhia com tutoriais e dicas sobre os dois programas nunca faltaram e parecem que estão longe de acabar. Em tempos de crise, o Google tem justamente o que as empresas estam precisando: meios baratos e eficazes de divulgar sua marca para um público mais segmentado.

Eu particularmente não gosto desse clima alarmante, como se a crise mundial fosse um daqueles filmes de Hollywood em que um desastre vai acabar com a terra em poucos dias, mas precisamos encarar os fatos: há reflexos negativos em grandes empresas, vide Microsoft e Intel. E mesmo que no Brasil ainda não tenhamos sido afetados diretamente, não dá para ver os acontecimentos isoladamente.

Então o que fazemos? Entramos em desespero? Não. Acho que a fórmula está aí na nossa frente. Quando uma crise toma grandes proporções, muitos segmentos são ameaçados, mas SEMPRE aparecem novas oportunidades. E para mim o caminho é o mesmo que o Google está seguindo: as novas mídias e principalmente, novas formas de publicidade. Não é novidade que a publicidade online veio também para quebrar paradigmas e abrir novos horizontes. É ainda muito mais barata que as mídias tradicionais e oferece um controle e um direcionamento das ações indispensáveis em tempos difíceis, quando temos que medir bem nossos gastos.

A descontinuidade do Google Print Ads indica o caminho. Já não acreditamos mais que a publicidade tradicional (nem os meios tradicionais) vai acabar, mas mais do que nunca precisamos apostar no meio online e confiar que temos oportunidades e ferramentas suficientes para superar os tempos de crise.

Agora, respondendo: o sonho acabou? Não. Talvez a fase não seja a melhor, mas o Google tem vários projetos – além da dupla Adsense-Adwords – que prometem garantir sua hegemonia na internet e em móveis. Novas idéias estão sempre surgindo e, na maioria dos casos, elas dão bons retornos para a companhia. Resta a nós seguir o exemplo.

Popularity: 77% [?]

Google entrando no clima de Natal …

É com o lema: “Agite suas vendas nesse Natal” que o Google lançou recentemente uma página para os interessados em faturar uma graninha extra nesse Natal utilizando seus produtos.

No site temático (http://www.natalgoogle.com.br/) há uma série de opções convenientes para utilização do buscador como auxilio online no incremento das vendas de final de ano, entre eles há o Google Adwords para iniciantes. Ao clicar nessa opção o usuário é direcionado para uma página que fala exatamente tudo sobre a ferramenta.

Além disso, há uma parte bem bacana com alguns estudos de casos de clientes, em formato de vídeo, dados bem interessantes do mercado e a diferença da rede de pesquisa e conteúdo.

No site, por exemplo, você obtém informações sobre anúncios no Youtube, onde uma diária pode sair por até R$27.500,00, com 4,5 milhões de impressões.

Interessou? Então dá uma passadinha lá no site, vale a pena para conferir a beleza e objetividade da página, agitar o bonequinho de neve e para saber mais sobre os produtos Google. Boa iniciativa para incentivar os que atuais e futuros clientes a botar a mão na massa no próximo mês!

Popularity: 15% [?]

Google abre inscrições para concurso de publicidade

O Google abriu as inscrições para o Online Marketing Challenge 2009. Até o dia 23 de janeiro, estudantes de todo o mundo podem se inscrever em grupos e apresentar estratégias de marketing para a web.

Os criadores das melhores campanhas em escala mundial ganharão uma viagem ao Googleplex em Mountain View, California. Os vencedores locais poderão conhecer as sedes de seus respectivos países.

O Google oferecerá US$ 200 de crédito no programa AdWords para cada grupo colocar em prática o seu projeto. Em 2008, cerca de 1600 estudantes de 47 países participaram do concurso.

Popularity: 16% [?]

Você conhece o Google Grants?

Primeiramente, meu nome é Juliana Horta, sou formada em relações públicas e hoje trabalho especificamente com links patrocinados em uma agência interativa de São Paulo, amo o que eu faço e sou muito curiosa em saber tudo sobre o mercado onde atuo. Portanto, acredito quer será um prazer escrever sobre Adwords e compartilhar com os leitores do underGoogle as minhas experiências, novidades, sugestões e criticas que tornam esse mercado cada vez maior.

Logo, gostaria de ressaltar a importância desse espaço dentro do blog destinado aos leitores que tenham interesse em saber mais sobre um dos produtos mais utilizados do Google, que é o Google Adwords.

Além disso, a idéia desse canal é estabelecer um relacionamento aberto com os leitores do blog para troca de experiências e trazer as principais novidades do mercado. E quem sabe conhecer e unir mais os profissionais que atuam nessa área. Sugestões, críticas, debates, novidades serão sempre bem-vindos.

Pois bem, então vamos ao meu primeiro post!

Atualmente surgem cada vez mais iniciativas sociais com o objetivo de melhorias em diversos segmentos no mundo inteiro, entretanto muitas instituições existem mas são pouco ou quase nada conhecidas.

Pensando nisso e para facilitar a divulgação das causas que visam melhorar o ambiente mundial o Google oferece um programa que possibilita as organizações sem fins lucrativos divulgarem gratuitamente no formato adwords por pelo menos 3 meses seus ideais e objetivos na busca e nos sites parceiros do Google. Sim, é o Google Grants!

Não há restrição quanto ao que a instituição pretende divulgar, é possível anunciar qualquer tipo de conteúdo de cunho filantrópico/social, entretanto é preciso ter certificações para participar do programa.

O ideal é que as próprias instituições possam fazer sua inscrição, por dois motivos principais: para que elas se envolvam também no processo e por diversas questões sobre a documentação necessária. A inscrição deve ser feita diretamente no site http://www.google.com.br/grants que também disponibiliza todas as informações sobre o programa.

Que tal fazer uma boa ação e espalhar para as pessoas que conhece e que tenham interesse em fazer esse tipo de publicidade?

Popularity: 15% [?]

Tudo sobre o Google Advertising Professional

O Google Advertising Professional é um programa que qualifica anunciantes do Adwords – individuais ou empresas – através de pré requisitos de uso do Adwords e realização de uma prova. Ser reconhecido pelo Google é sinal de campanhas otimizadas, anúncios eficientes e clientes satisfeitos, uma vez que é preciso conhecer muito bem o Adwords e gerenciar a conta de pelo menos um cliente pelo período de 90 dias.

Requisitos

Hoje ainda são poucos os profissionais brasileiros com o título de Google Advertising Professional. Para tornar-se um anunciante reconhecido pelo Google, o interessado deve:

  • Inscrever-se no programa e obedeça às regras.
  • Gerenciar pelo menos uma conta do AdWords (a sua ou a de outra pessoa)  e manter um gasto total mínimo de R$ 2.500 em Minha central de clientes por 90 dias.
  • Passar no exame do Google Advertising Professional.

Caso sua empresa queira tornar-se reconhecida pelo Google e receber um selo, os requisitos são:

  • Ter endereços de correspondência e de faturamento em um país onde haja qualificação empresarial disponível. O programa está disponível para o Brasil.
  • Empregar pelo menos duas pessoas que sejam Indivíduos qualificados no programa. Os indivíduos devem ser qualificados na conta principal da Minha central de clientes registrada pela empresa e não em suas próprias contas.
  • Criar e manter o gasto total mínimo de clientes exigido em 90 dias (No Brasil, o valor é de $50.000) para a conta Minha central de clientes da empresa.

A prova

A prova, que é realizada pela empresa Prometric via Internet, conta com 108 questões e precisa ser realizada em 90 minutos. As questões, todas em português, são relativamente fáceis, mas exigem do candidato um bom conhecimento do que é anunciar on-line,  noções de conversões, hierarquia de uma conta Adwords, ferramentas e todo o sistema de menus. O valor da prova é $50,00, pago via Cartão de Crédito.

É imprescindível que o candidato ao título de Google Advertising Professional tenha utilizado muito a sua conta através da “minha Central de Clientes”, só assim ele estará realmente preparado para a prova e para ser um profissional realmente qualificado. O Google também disponibiliza material para estudos. Através da página “Centro de Aprendizagem” é possível encontrar informações sobre praticamente todos os recursos do Adwords. Na versão em inglês do Centro de Aprendizagem o editor pode encontrar o mesmo conteúdo, porém em vídeo aulas.

Caso o editor não tenha tempo, tenha dificuldades para estudar ou prefira cursos presenciais, a empresa CTT, em convênio com o Google, ministra cursos em algumas capitais brasileiras e da América do Sul. O Curso, chamado Goobec e você pode encontrar maiores informações aqui.

Reconhecimento e benefícios

Após passar na prova e atender aos requisitos exigidos, o profissional recebe um selo, que poderá ter utilizado em seu site ou cartão de visita para mostrar aos clientes seu título. Além de ser reconhecido pelo Google, o anunciante ganha 5 cargas de $100,00 para que possa promover o uso do Adwords e conseguir novos clientes.

Ser reconhecido pode ser sinal de ótimo negócio para empresas e aumento salarial para o profissional, uma vez que a profissão é nova e exige profissionais qualificados.

Popularity: 24% [?]

Google agora oferece Palavras-chave e Canais na mesma campanha do Adwords

A boa notícia é para anunciantes do Google Adwords, que agora poderão criar campanhas utilizando canais e palavras-chave numa mesma campanha.

Veja o anúncio da ferramenta, retirado do Blog Oficial do Google Adwords Brasil:

Agora, você verá guias para canais e palavras-chave nos grupos de anúncios das suas campanhas. Veja algumas das vantagens das novas campanhas combinadas:

Mais flexibilidade. Não é necessário criar campanhas duplicadas para segmentar palavras-chave e canais. Ambos podem funcionar juntos na mesma campanha.

Mais precisão. A combinação de palavras-chave com canais em um grupo de anúncios permite segmentar anúncios com mais precisão. Por exemplo, você pode segmentar seu anúncio sobre camisetas de futebol para um site de notícias e fazer com que ele seja exibido somente nas páginas cujo conteúdo esteja relacionado à palavra-chave futebol.

Maior controle dos lances. Ao veicular anúncios na rede de conteúdo com a segmentação contextual, você também adicionar canais para dar lances maiores ou menores quando o seu anúncio aparecer nesses canais. Por exemplo, você pode veicular o seu anúncio na rede de conteúdo com um lance-padrão de R$ 0,50, mas segmentar www.exemplo.com.br com um lance de R$ 1,00 sempre que esse anúncio aparecer nesse site.

Você pode encontrar todas as informações nesta página explicativa do Adwords.

Popularity: 7% [?]

Google Adwords: Tutorial de pagamento

Caso você esteja pensando em iniciar uma campanha no Adwords ou até mesmo começou, mas não está entendendo como o sistema funciona, o pessoal do Google Brasil disponibilizou um tutorial interativo para explicar com o sistema de pagamento do Adwords funciona.

O tutorial pretende responder às seguintes perguntas: Como eu gero um boleto bancário? Onde eu posso pagar o boleto? Quando é feita a cobrança do cartão de crédito? Meu cartão foi recusado, o que fazer? Como trocar a forma de pagamento nas contas do AdWords?

Caso você ainda não conheça ou utilize o Adwords, lembramos que aqui no underGoogle temos ótimos artigos do Ricardo, além de vários outros artigos e dicas sobre o sistema de links patrocinados do Google.

Veja: Google Adwords: Assistente para formas de pagamento

Popularity: 6% [?]

Google TV Ads: Anúncios na TV mais próxima de você!

Google TV AdsCom o lançamento oficial do Google TV Ads, realizado hoje (30),  editores poderão contar com interface e mecanismo muito semelhantes ao Adwords para gerenciar e publicar seus anúncios na TV.

Em teste desde junho de 2007, o Google TV Ads fornecerá uma plataforma digital para divulgação e mensuração de anúncios veiculados na TV.

Como funciona:

Primeiramente, você precisa criar um comercial de TV. Se você gastar no mínimo $2,000 por semana durante 4 semanas e ativar sua campanha até 30 de Julho, o Google banca os profissionais que irão produzir esta campanha, que deve gastar até $2,000 para produção. Após ser cria e aprovada, você pode escolher emissoras e horários de veiculação, além de poder customizar o anúncio para determinados programas.

Aí você escolhe quanto quer pagar por visualizações e pronto, um Google Adwords que passará na tela da TV de seus futuros consumidores! Tudo contabilizado, graças aos novos modelos de Set-up Boxes capazes de contar e analisar a quantidade de vezes que os anúncios foram assistidos, bem como quantos foram vistos até o final.

Lógico que o serviço não funciona no Brasil e nem há previsão de que ele seja lançado por aqui!

Para entender como o Google TV Ads funciona, veja este Vídeo demostrativo.

Popularity: 11% [?]