Pesquisa do Google te ajuda a ser mais romântico

Uma vez ou outra aparecem alguns recursos legais na pesquisa do Google, um que utilizo bastante é a previsão do tempo, outro que estou utilizando muito atualmente é esse para acompanhar a copa do mundo. Agora os resultados de pesquisa ganharam uma novidade bem especial, você pode obter informações de que horas o nascer e o pôr do sol acontecerão em qualquer lugar do mundo, confira:
Nascer do Sol

Pôr do Sol

Diferente do recurso de clima, para obter o horário do amanhecer e entardecer o Google não utiliza um banco de dados e sim um cálculo utilizado por astrônomos e matemáticos há milênios. Mais uma tentativa do Google para ajudar você nos seus momentos de conquista. ;D

Popularity: 2% [?]

Você está preparado para a Busca Universal?

Você está preparado para a Busca Universal? Ou ainda acha que só de otimização em sites se pode aparecer nos primeiros resultados do Google para sempre? Os resultados de busca no Google já não são mais os mesmos! Desde Maio de 2007 o buscador vem implantando e aprimorando a “Universal Search”, revolução no formato que os resultados das buscas são apresentados aos usuários.

O Triângulo Dourado está com os dias contados

Até pouco tempo, bastava que você tivesse um site bem otimizado para aparecer nas primeiras posições do Google e ter uma visitação ótima para as palavras-chave escolhidas. O Famoso Triângulo Dourado – que corresponde basicamente às 3 primeiras posições na página de resultados do Google –  posição privilegiada, sinal de cliques e visitação elevada.

Se estar no famoso triângulo é complicado, aparecer á direita da tela, nos links patrocinados, pode ser uma ótima solução, mesmo sabendo que a quantidade de visualização não é tão expressiva e relevante quanto estar dentro do famoso triângulo. O problema é que nesta posição, estar entre os primeiros resultados é fundamental, já que após a terceira posição a quantidade de cliques é muito pequena.

A Busca Universal e a integração com Mídias Sociais

Hoje, os usuários do Google, inclusive os brasileiros, já contam com conteúdo diversificado nos resultados de sua busca. Já é possível encontrar mapas, fotos, filmes, blogs, notícias e até trechos de código. Os resultados vêm de várias fontes, principalmente de serviços do Google, como Youtube,  Picasa, Google News, Maps entre outros.

Tomemos o caso de Hotéis. Hoje, se você buscar pela palavra Hotel, seguida de uma cidade, haverá muita chance que os primeiros resultados não exibam a página do Hotel melhor posicionado, mas sim um mapa do Google Maps, com nomes e endereços de vários hotéis daquela cidade. Quer dizer, os primeiros resultados serão dados aos hotéis cadastrados no Maps e que possuam conteúdo relevante no serviço, como Reviews, uso no My Maps e resultados na Web.

Este exemplo mostra que os resultados estão mudando, não se pode mais pensar em otimizar somente o site, mas sim, olhar para a origem dos resultados que são agregados à Busca Universal.

Sem dúvidas, quem mais ganha com a Busca Universal são os usuários, que recebem resultados de diversas fontes, muito mais relevantes ao conteúdo buscado. Porém, especialistas em SEO ficam de “cabelos em pé” já que o trabalho de otimização para um site pode ir por água abaixo devido aos conteúdos “mais relevantes” mostrados no topo da página.

Com a busca Universal, o usuário ganha conteúdo e acaba perdendo o foco no Triângulo Dourado buscando mais informações e até dando mais relevância para os links patrocinados e resultados da busca até então ignorados. Abaixo, uma imagem utilizada pelos palestrantes do Google sempre que falam sobre o potencial da Busca Universal. Note que a visualização do conteúdo se distribui pela página, inclusive aumentando consideravelmente a visualização de anúncios do Adwords.

Entre as dicas para investir na Busca Universal, estão:

  • Utilizar e otimizar ferramentas sociais para distribuir conteúdo;
  • Colocar imagens de campanhas no PicasaWeb e Flickr,
  • Hospedar vídeos institucionais ou comerciais no Youtube;
  • Distribuir Press Release, sempre com imagem, para sites que possam ser indexados no Google News;
  • Otimizar keywords em redes sociais;
  • Otimizar Keywords para os novos termos, utilizados para busca de previsão de tempo, filmes, músicas, conversão de moeda;
  • Investir em conteúdo de Blogs;
  • Sempre localizar e inserir o máximo de informações possíveis sobre a empresa no Google Maps e incentivar usuário a interagir com estes mapas.

É lógico que a Busca Universal ainda está engatinhando e aos poucos tomando força no Brasil, portanto, brincar com direito a erros e acertos pode ser lucrativo e preparar seu conteúdo para o novo modelo de busca, tão defendido pelo Google.

Embora a Busca esteja mudando, o velho conselho do Google continua sendo levado à risca e precisa ser lembrado todos os dias : “Produzir conteúdo relevante ainda é a melhor forma de ser bem indexado pelos buscadores“. O que precisa ser inovado é a forma de distribuir todo este conteúdo relevante.

Popularity: 17% [?]

Dica: Como fazer buscas por data no Google!

Embora o ranking do Google seja constantemente atualizado e o robô de indexação esteja cada vez mais esperto e eficiente, muitas vezes se faz necessários buscar por resultados publicados na internet na última semana, último mês e até nas últimas 24 horas!

Para ter acesso a uma caixa que escolhe o período que os resultados devem se limitar, você deve acrescentar o código &as_qdr=d no final da URL gerada pela busca no Google. A nova caixa, que aparece na tela, possibilitará ao usuário escolher entre os períodos de tempo, como na imagem abaixo.

Veja uma exemplo: http://www.google.(…)&meta=&as_qdr=d

Fonte: LifeHacker

Popularity: 4% [?]

Code Snippets na Busca Universal do Google

Estava lendo agora pouco os meus feeds, e encontrei no Grey Wolf SEO’s Blog um post muito legal, mostrando um Code Snippet em um resultado de busca do Google. Olhe só:

Strlen no Google - Busca Universal

Pelo que testei aqui, estes snippets tem uma ótima integração com o Google CodeSearch. Esta é mais uma ótima integração do Google. O que vocês acharam?

Fábio Ricotta

Fábio Carvalho Motta Ricotta Mineiro, 22 anos, Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Itajubá. É gerente da Deals Consultoria e Desenvolvimento, além de ser sócio/administrador do portal MXStudio. Possui um blog pessoal que fala de SEO e tecnologias além de um blog de SEO chamado SEOdicas. É um grande adorador do Google e suas tecnologias. Adora passar o tempo estudando SEO além de ver os artigos sobre o Google que saem aqui no UnderGoogle.

Contato: fabioricotta [at] gmail.com

Popularity: 5% [?]

Busca Universal: Google vs Yahoo vs Ask

A “Busca Universal”, anunciada pelo Google em maio de 2007, a cada dia é aprimorada e ganha muitas novidades ao longo dos meses. Na última semana, Matt Cutts, engenheiro do Google, noticiou à comunidade a possibilidade de adição de gadgets personalizados nas buscas do maior buscador do mundo. Com isto, qualquer usuário Google, ou melhor, webmaster, pode criar a sua gadget e adicioná-la para que o buscador associe a gadget ao termo buscado.

Gadget nas buscas do Google

A partir desta notícia, comecei a bolar um comparativo no andamento da adaptação dos maiores search engines na área e aqui estou eu para debater com vocês.

Neste mercado concorrido de search engines, o Ask.com, saiu na frente nesta questão de busca universal, possuindo uma grande quantidade de informação textual e visual para quem busca um determinado conteúdo:

  • Amostra de resultados orgânicos e patrocinados
  • Notícias, perfis, filmes de várias fontes
  • Termos relacionados e uma caixa com vários outros termos
  • Preview da página a ser visitada
  • Mapa da localidade
  • Definição do Wikipedia

Busca no Ask.com

Nos experimentos aqui mostrados, tentei usar um termo que mostrasse a maior quantidade de recursos da busca universal. O termo escolhido foi “simpsons”.

Passando para o Yahoo, o que vemos é uma integração razoável com as buscas verticais, possibilitando:

  • Amostra de imagens relacionadas
  • Resultados orgânicos e patrocinados
  • Vídeos relacionados
  • Mapas relacionados
  • Termos relacionados

Busca no Yahoo.com

O Yahoo possui uma ferramenta em estado alfa, que possui muitas features similares ao Ask.com e que são bem legais de testar( a busca de imagens é integrada ao Flickr).

Já cheguei a ler alguns artigos no Yahoo Search Blog sobre várias features novas, mas não consegui localizá-las para mostrar à vocês.

No Google as coisas demoram um pouco para ficarem acessíveis a qualquer usuário. Muitas features passam por fases beta, e talvez por isso eles tenham criado o Google Experimental Search e o Search Mash, com a finalidade de testar todas as features possíveis, antes de escolher aquela que vai afetar 60% das buscas no mundo. Posso destacar algumas características que já vi no buscador:

  • Resultados orgânicos e patrocinados
  • Termos e imagens relacionados
  • Vídeos relacionados – Muitos são do YouTube
  • Mesclagem com o Google Maps para uma localidade – Nos EUA é muito forte

Busca no Google.com
Concluindo, as novas tendências apontam para um enfoque o Yahoo na busca universal, enquanto o Google continuará soltando as novidades aos poucos e testando sempre em suas ferramentas Beta. O Ask.com não deve sofrer muitas mudanças, visto que o seu sistema já é bem focado na busca universal. Quem sabe apareçam novas features quem ninguém pensou ou integrou ainda!?

Mas o que você, leitor do UnderGoogle, gostaria de ver nestes buscadores? Qual feature você acha que seria interessante para eles? Sugira uma: comente!

Fábio Ricotta

Fábio Carvalho Motta Ricotta Mineiro, 22 anos, Mestrando em Ciência e Tecnologia da Computação pela Universidade Federal de Itajubá. É gerente da Deals Consultoria e Desenvolvimento, além de ser sócio/administrador do portal MXStudio. Possui um blog pessoal que fala de SEO e tecnologias além de um blog de SEO chamado SEOdicas. É um grande adorador do Google e suas tecnologias. Adora passar o tempo estudando SEO além de ver os artigos sobre o Google que saem aqui no UnderGoogle.

Contato: fabioricotta [at] gmail.com

Popularity: 3% [?]