Ganhe um Android com o concurso “Cadê o Pegman?”

Junto com o lançamento do Street View no Brasil, o Google está promovendo um concurso para ajudar na divulgação do serviço. O “Cadê o Pegman?” vai presentear você com um aparelho Android, para participar basta encontrar o Pegman nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, se encontrá-lo é só avisar ao Google.

Para saber mais, visite a página do concurso exploreostreetview.com.br/cade.html

Popularity: 2% [?]

Usuários de Linux agora podem bater papo por voz e vídeo

Há alguns meses o Google lançou o plugin de bate papo por voz e video para usuários do Gmail, em seguida o iGoogle e o Orkut também receberam suporte a nova funcionalidade, infelizmente a novidade só funcionava no Windows e Mac OS, agora quem tem Linux também pode participar da brincadeira, basta fazer download do plugin em google.com/chat/video. A grande espera agora é por essa ferramenta no Android. : )

Por enquanto apenas para distribuições baseadas no Debian, distribuições que usam pacotes RPM terão que esperar mais um pouco.

Popularity: 4% [?]

Um passeio rápido pelo “novo Google” [Atualizado]

Já faz algum tempo que imagens de uma misteriosa alteração no visual do Google estão circulando pela internet. Ontem o “novo Google” apareceu para mim, então resolvi compartilhar com vocês. Por enquanto todas as alterações são apenas visuais, além do teclado virtual que apareceu essa semana no buscador, não encontrei nenhuma funcionalidade nova.

Então vamos lá, o mais interessante com certeza foi a troca do logo padrão, a nova imagem na página inicial ficou com acabamento bem profissional, continua leve do mesmo jeito e agora vem inserida no CSS e não diretamente no html usando a tag img, como era feito antes. Mais bonita e não afeta o carregamento da página, perfeito!

Continue lendo

Popularity: 5% [?]

Nintendo e Google planejam lançar game de buscas na web

O Google e a Nintendo fecharam uma parceria para a produção de um game que utiliza a quantidade de resultados das buscas na web, o novo game será lançado para o Wii no Japão.

A previsão para chegada nas lojas é no dia 29 de abril, batizado de “And Kensaku”, a série contará com 14 minigames com uma variedade de objetivos. Os minigames tem algo em comum, para vencer você precisa encontrar as palavras mais populares, assim sua pontuação será maior no jogo, também será possível disputar partidas com outros jogadores, no Bomb Survivor, o jogador que escolher a palavra que tiver menos relevância nas buscas na web é bombardeado.

O novo lançamento da Nintendo ainda não tem previsão de chegada no mercado internacional e nem um nome oficial em inglês.

[G1]

Popularity: 1% [?]

Vídeo ensinando a fazer pesquisas mais eficientes no Google

Divulgado pelo CEO do Google no Twitter, mais um video legal do Google (sim, existem muito mais de onde esse veio!) divulgando alguns recursos de pesquisa que nem todo mundo conhece, infelizmente alguns dos “atalhos” de pesquisa mostrados no video não funcionam no Brasil, mas se você usa a versão americana do buscador, isso pode lhe ser útil.

Mais alguém notou que o @ericschmidt anda twitando mais, depois que o @billgates deu as caras no Twitter? #vicio : )

Popularity: 2% [?]

Google envia nova proposta a FCC para administrar os espaços em branco

Um dia antes do lançamento do Nexus One aconteceu algo bem interessante durante os bastidores, o Google solicitou a FCC a permissão para administrar o “espaço em branco”. Se o Google pretende realmente ter um “Superphone” teria que ignorar completamente as operadoras de serviço móvel, permitindo chamadas VoIP de qualquer lugar, uma tarefa que o recentemente livre “espaço em branco” poderia proporcionar.

O Google afirmou em 2007 que:

“o espaço em branco – pode ser usado para expandir o acesso à Internet através de dispositivos pessoais de baixo consumo, semelhante ao Wi-Fi. O melhor de tudo, com as novas tecnologias de detecção pode-se garantir que esse espectro possa ser utilizado para serviços de banda larga móvel sem interferir nem um pouco os sinais de televisão. “ (tradução livre)

A idéia surgiu em 2006, fornecer acesso à Internet de alta velocidade através destes espaços brancos nas freqüências de televisão não utilizadas entre 54 – 698 MHz, que foram abandonadas em junho de 2009, com a migração da TV analógica para a TV digital nos E.U.A..

O Google acabou abandonando a idéia com o tempo e assim como a própria empresa comunicou antes que não iria vender um “Google Phone”, eles também afirmaram há um ano que não pretendiam administrar os espaços em branco.

O motivo que fez o Google desistir na época foi que, enquanto eles queriam que o “espaço em branco” fosse aberto, a FCC exigiu que um banco de dados fosse criado antes que o espaço em branco fosse utilizado. O Google agora está defendendo a idéia de que a FCC considere uma arquitetura aberta para este banco de dados e enviou outra proposta na qual o Google ficaria como o administrador desse banco de dados.

Portanto, se a FCC aprovar e o Google torna-se o administrador do banco de dados do espaço em branco, em breve se tudo ficar certo, os moradores dos Estados Unidos não terão mais obstáculos para realizar chamadas VoIP de qualquer lugar, essa seria praticamente a vitória do Google Voice e do Google Phone.

Popularity: 1% [?]

Tudo sobre o caso do Google na China

Esta semana o Google tomou uma decisão que com toda certeza entrou para a história da empresa, devido a uma sequência de ataques recebidos nos seus servidores nos últimos dias, que resultou em contas do Gmail atacadas, entre elas algumas de ativistas de direitos humanos, outras 20 empresas de setores diversos foram alvos do mesmo ataque. Em reposta ao acontecido o Google resolveu que não vai mais censurar o conteúdo do buscador na China, não importa as consequências, mesmo que para isso tenha que fechar seus escritórios na China e desligar o google.cn.

Por que depois de quatro anos seguindo as regras o Google tomou essa decisão? Ao que parece é uma provocação ao Governo, o que nos leva a pensar de onde teria vindo esses ataques:

“Esses ataques e a vigilância que eles revelaram – associado às tentativas ao longo do ano passado de limitar a liberdade de expressão na web – nos levaram a concluir que devemos examinar a viabilidade de nossas operações na China…” — Google Brasil

Quem mais teria o poder de quebrar a segurança do Google para bisbilhotar contas dos ativistas dos direitos humanos. Isso não parece estranho para você?

Todas as suspeitas apontam que os ataques, muito bem planejados vieram mesmo do próprio Governo Chinês, pesquisadores do laboratório VeriSign’s iDefense publicaram um relatório nesta sexta-feira, identificando os servidores de onde partiram os ataques ao Google na China, o relatório aponta para uma participação do Governo Chinês no caso, de acordo com informações do site Ars Technica.

“O número do IP e o servidor de onde partiram o ataque são da mesma entidades, e ambos pertencem ao governo chinês”, afirmam os pesquisadores no relatório, porém mais tarde a VeriSign’s iDefense publicou uma nota corrigindo que possivelmente teria sido o Governo Chinês o autor dos ataques“.


Desde que foi aberto seu primeiro escritório na China, o Google tem jogado de acordo com as regras, respeitando e executando as leis do país, censurando o conteúdo que é categorizado impróprio na tentativa de ser o primeiro no mercado asiático, coisa que ele não conseguiu até hoje, mesmo tendo um bom lucro com seus negócios na China, ao correr o risco de prejudicar seus negócios em todo o mundo a empresa decidiu pressionar o Governo na tentativa de evitar problemas maiores no futuro.

O porta-voz do Ministério de Relações Estrangeiras da China ofereceu esta resposta indireta “empresas que fazem negócios na China precisam seguir as leis do país” e também negou as acusações indiretas do Google, o site China Daily afirmou que o governo tem procurado mais informações do Google sobre o seu anúncio, mas que “Ainda é difícil dizer se o Google vai desligar seu buscador na China ou não. Ninguém sabe”.

Enquanto isso, a equipe chinesa do Google está em um verdadeiro estado de confusão. O mesmo artigo no China Daily cita que um funcionário respondeu que “Fomos informados de que o Google pode encerrar suas operações na China a qualquer momento” e somente isso. Recentemente os funcionários do Google na China entraram em férias coletivas, enquanto a sede em Mountain View ainda executa alguns testes de segurança em sua rede interna.

Essa notícia se espalhou no mundo inteiro durante a semana, menos na China, as pessoas estão evitando falar sobre o assunto, e alguns que tiveram coragem de abrir a boca, acabaram sendo censurados. Ao usar o rival do Google no país, o Baidu.com e pesquisar por google.blogspot.com, por exemplo, você ficará bloqueado por cerca de 5 a 10 minutos de utilizar o sistema de buscas.

A Microsoft e a HP não apoiaram a decisão do Google, já o Yahoo declarou nessa última quinta-feira que está de acordo com a decisão tomada pela empresa, mas não vai seguir o mesmo caminho.

Uma das medidas de segurança tomadas pelo Google essa semana foi tornar padrão a conexão segura no Gmail (https), embora isso não seja uma grande novidade (já era possível habilitar essa configuração), vai fazer uma grande diferença para usuários com conhecimento não técnico que utilizam o serviço de qualquer conexão Wifi aberta, ainda será possível desabilitar o https nas configurações, já que ele torna o carregamento das mensagens um pouco mais devagar, mas não é aconselhável fazer isso.

O meu ponto de vista sobre tudo isso que aconteceu é que diante desse avanço tecnológico que estamos vivendo, em breve vamos “viver dentro da informação”, estamos caminhando para isso, não é o Google que vai perder o mercado chinês e sim a China que vai perder o Google e isso vai ser ruim para eles no futuro, talvez não para o Governo, mas sim para todos os chineses. A partir de segunda-feira teremos mais informações sobre esse caso e veremos se isso vai acabar bem ou não, já adianto que estou do lado do Google. :- )

Popularity: 2% [?]

O Google já está comemorando as festas de fim de ano com novo Doodle

holiday09_1
O Google deu inicio a sequência de Doodles homenageando as festas de fim de ano. Ao clicar na logo modificada, a navegação é redirecionada para uma página especial de doodles comemorativos do fim de ano 2009.

Diferente do doodle comum, o doodle de final de ano sempre funciona como uma “mini história”, durante a semana será exibida a continuação dele na página principal do Google, vamos aguardar o desenho de amanhã!

Popularity: 3% [?]

Google abre o código do EtherPad

wavejetApesar de não ter ainda uma presença real no nosso dia a dia o Google leva o Google Wave muito a sério, agora o último anúncio é que AppJet foi adquirida pelo Google.

Não muito popular por aqui, talvez você não esteja familiarizado com a AppJet que é responsável pelo EtherPad, um serviço online que permite que grupos de pessoas editem simultaneamente documentos. No anúncio, a equipe do EtherPad confirmou que continuará trabalhando em colaboração com a equipe do Google Wave. A empresa anunciou que o EtherPad só ficaria disponível ao público até 31 de março de 2010, depois de muitas reclamações dos usuários o Google decidiu disponibilizar o código do produto,

Foi isso que aconteceu nessa última sexta, o Google tornou público o código do EtherPad. “Nosso objetivo com este lançamento, é dar a possibilidade que o mundo crie os seus próprios servidores EtherPad de modo que o produto viva entre nós, mesmo depois de desligar etherpad.com.” escreveu o Aaron no blog oficial do Etherpad.

Para fazer download do código-fonte visite a página onde o produto está hospedado no Google Code code.google.com/p/etherpad.

[Blog do EtherPad]

Popularity: 3% [?]

Easter egg na página inicial do Google é mais do que parece

Na semana passada o Google colocou um easter egg na versão americana do serviço de busca. A brincadeira mostra uma contagem regressiva, que obviamente é para a chegada de 2010, para ver com seus próprios olhos, visite a página americana do buscador e sem colocar nada no formulário de busca, pressione o botão “I’m Feeling Lucky”.

countdown

Agora vem a novidade, hoje fiquei sabendo que todos teremos uma surpresa quando essa contagem acabar e que na verdade o que ele está contando não é o tempo restante até o novo ano chegar, infelizmente ainda não sei confirmar o que vem por aí, mas aposto todas as minhas fichas no Google Phone! Ou o lançamento de algum outro produto muito bom, já que não é sempre que o Google coloca algo tão destacado na sua página principal. Qual a sua opinião sobre o que vem de novo em 2010 diretamente de Mountain View? : )

Popularity: 6% [?]

O que sabemos até agora sobre o Google Phone, o Nexus One e dogfooding

49239592
Nesse final de semana, diversos funcionários do Google de todas as partes do mundo receberam seus “Google Phones”, a noticia logo se espalhou no Twitter e em seguida o Google publicou uma nota confirmando que estava distribuindo os aparelhos com Android.

Por enquanto, o aparelho está disponível apenas para alguns funcionários, “isso faz parte de um processo para testar novos produtos para o feedback rápido e sugestões de melhorias em um processo que chamamos de dogfooding (“comer sua própria ração”)”.

A Empresa ainda não divulgou detalhes específicos do produto, tudo aponta que o aparelho será fabricado pela HTC, mas vai possuir apenas a marca do Google, além disso, será vendido pela internet, desbloqueado, sem qualquer acordo com operadoras e também especula-se que o valor do aparelho seja em torno de U$300.

Hoje o blogueiro americano Cory O’Brien postou no Twitter uma imagem do possivel “Nexus One” e declarou, em uma tradução livre: “O Google Phone = iPhone + uma tela um pouco maior e uma scroll wheel. Ótima tela touchscreen, e Android.”

O que sabemos até agora é que o aparelho possui uma tela de alta resolução OLED, CPU Snapdragon, um microfone na parte trás, é muito rápido, vem com Android 2.1, é fino, possui somente teclado virtual e que será lançado provavelmente em janeiro de 2010.

O Google não confirmou que esse seja realmente seu aparelho, por enquanto, tudo trata-se apenas de boatos e relatos de alguns funcionários da própria empresa, além de algumas pessoas que conseguiram ter contato com o aparelho e até agora podemos apenas afirmar que os aparelhos distribuídos foram apenas para um teste de software, ou um “mobile lab”, como a própria empresa, declarou anteriormente.

Popularity: 2% [?]

Google cria seu próprio dicionário

Já é um costume quando surge alguma dúvida nossa primeira ação é perguntar ao Google, agora o Gigante das Buscas resolveu substituir de vez os velhos e desatualizados “dicionários de mão”, com o lançamento oficial do seu próprio dicionário online e com suporte a mais de 25 idiomas, o Google cumpre essa tarefa facilmente.
dicionario-google
O Google Dicionário traz sinônimos, expressões usadas, imagens, verbos e citações, além da definição das palavras, que já existia quando era digitado o comando “define: palavra” no próprio buscador. Por enquanto, a versão brasileira do dicionário conta apenas com a função “define”, além da possibilidade de poder marcar palavras com estrela, para encontrar mais rápido (semelhante ao Gmail) e também todas as suas consultas ficam armazenadas no Histórico da web, para fácil acesso.

Popularity: 2% [?]

Google revela ao público seu portal de clipes

vevologo-big

O Google se juntou com as maiores gravadoras do mundo para lançar um portal exclusivo de clipes na internet. Em uma parceria com Universal, Sony e EMI, nasce o Vevo. O Portal vai ao ar oficialmente no dia 09 de dezembro, e por enquanto vai contar com conteúdo dessas três gravadoras, mas ainda está em andamento uma finalização de acordo com a Warner, para aumentar ainda mais o conteúdo do portal.

Diferente do Youtube, o portal não vai aceitar conteúdo dos usuários, mas você ainda vai poder assistir de graça e comentar nos clipes, mas para isso você vai precisar encontrar um bom proxy para ter acesso a esse conteúdo, já que inicialmente ele estará restrito aos usuários dos EUA. O objetivo desse projeto é dar de volta as gravadoras o controle sobre os clipes, até o final do ano está previsto que o site possua cerca de 30 mil clipes.

Vídeo promocional do Vevo

Como você pode ver nesta página, o YouTube está criando páginas de artistas, para promover o novo serviço. Não só a marca do Vevo no video, mas algumas páginas possuem links para visitar o Vevo. E há muitas dessas páginas aparecendo no YouTube, aqui está a de Toby Keith, Taylor Swift e também a página oficial do Vevo no Youtube, se você quiser também pode seguir @Vevo no Twitter.

Popularity: 3% [?]

Google Chrome OS: Perguntas Frequentes

google-chrome-300x289

Todo mundo já deve estar sabendo do lançamento mais recente do Google, o Google Chrome OS, Sistema Operacional que o Google deverá lançar em 2010. Como a informação ainda está fresquinha e muitas dúvidas deverão surgir até o sistema ser realmente revelado ao público e testado, resolvi montar uma lista de Perguntas Frequentes, muitas delas respondidas pelo pessoal do Google no dia do anúncio do Chrome OS (postado no Twitter oficial do underGoogle):

Porque um Sistema Operacional?

As pessoas passam muito mais tempo on-line que fazendo qualquer outra coisa no computador. Portanto, é preciso repensar o funcionamento dos Sistemas Operacionais, eles precisam ser mais leves e mais integrados com a Web. Como o Google não vê isso nos Sistemas Operacionais atuais, resolveu fazer o seu sistema, de código aberto e sobre o Kernel do Linux, o que o tornará gratuito e permitirá sua adaptação para qualquer dispositivo.

O Google não quer que o usuário se preocupe com configurações ou segurança do sistema, mas sim com seus dados e aplicativos, portanto, o lançamento do Chrome OS visa disponibilizar um sistema leve, transparente para o usuário e muito seguro, uma vez que a maioria das informações e aplicações estarão “na Nuvem”.

Mas como tudo isso vai funcionar?

A idéia é que, a partir da janela do seu Browser, o usuário possa acessar seus arquivos e aplicações favoritas (que estarão on-line) no caso do sistema que rodará nos Netbooks, a Janela se tornará um sistema Operacional com uma interface simples, mas que permitirá o uso das aplicações remotas de forma mais prática. O Google já vem montando a muito tempo a estrutura que deverá ser o suporte para o funcionamento do Chrome OS. Eles já possuem o Google App Engine, plataforma onde desenvolvedores podem hospedar suas aplicações de forma gratuita. Eles também já possuem o Google Gears, plug-in que permite o uso de aplicações sem a necessidade de estar conectado á internet. Além disso, eles já vem liderando as discussões que envolvem a regulamentação e uso do HTML5, que permitirá o bom funcionamento da maioria das Aplicações e permitirá o uso de recursos como geolocalização, Cache de Informações e maior facilidade na interação com Multimídia.

Mas e o Android, já não é um Sistema? Não seria mais fácil utilizar ele?

O foco dos dois sistemas é totalmente diferente, enquanto o Android é voltado para dispositivos móveis e focado na experiência do usuário em movime

nto, o Chrome OS é focado na experiência de Acessar a Internet e interagir com ela. Com o Chrome OS, as aplicações se tornarão remotas e o sistema será focado em velocidade e disponibilidade on-line das informações.

Onde esse Sistema Vai Rodar? Poderei usar no meu Notebook?

A idéia do Google é seguir a idéia do Android, deixar o sistema OpenSource e fechar parcerias com Fabricantes de Netbooks, que irão vender equipamentos com o Sistema Operacional já instalado. Ainda não há lista de parceiros veja a lista de parceiros, mas o Google está negociando com alguns fabricantes asiáticos. O foco do Chrome OS é criar um sistema Operacional muito rápido e prático, ideal para os Netbooks, porém o sistema será OpenSource, o que permitirá que qualquer pessoa o instale em seu Notebook ou Desktop. Além do mais, a maioria das aplicações será on-line, portanto, através de um navegador compatível, qualquer usuário poderá acessar de qualquer lugar seus arquivos e aplicações.

Quando ele estará disponível?

Acredita-se que até o final de 2009 os Desenvolvedores e Fabricantes tenham uma versão de testes em mãos. O sistema deverá começar a chegar ao Público no segundo semestre de 2010.

Mas e quando  chegará no Brasil?

Não há previsão. Na verdade, tudo dependerá dos fabricantes, que já viram no Brasil um mercado muito interessantes para a venda de notebooks de baixo preço.

O que o Google ganha fazendo um Sistema Operacional?

O objetivo do Google continua o mesmo: Reunir e disponibilizar o maior número que informações, atraindo público para seus serviços. Com o lançamento de um Sistema Operacional para Netbooks, o Google vê a oportunidade de levar a Web para o dia-a-dia de mais pessoas e aumentar o uso da internet em mercados emergentes, como no Brasil. Se considerarmos que hoje a penetração do Google no Brasil é de cerca de 35%, eles ainda têm uma quantidade considerável de público para levar para a internet. Quanto maior o público on-line, maior o tráfego nos serviços e na busca do Google e consequentemente mais pessoas atingidas pelo sistema de publicidade da empresa, sua principal fonte de renda.

O Chrome OS vai quebra a Microsoft e a Apple?

Não, é preciso lembrar que o foco inicial do Google é fazer um sistema simples, que dê ao usuário acesso a aplicações on-line. O foco é facilitar o uso de aplicações Web e ajudar a popularizar a Internet, principalmente em países emergentes. Softwares pesados para edição de Imagens e vídeo, por exemplo, ainda precisarão de uma máquina mais bem dotada e sistemas mais robustos. Ainda é importante lembrar que o foco do Google não se concentra nas corporações e sim o usuário final. Se o Chrome OS tomará o mercado da Apple ou Microsoft, só o tempo dirá.

Mas como confiar todas as informações ao Google?

Bem, este é um risco que você precisará correr. Mesmo assim, as informações não ficarão todas na “Nuvem”. Assim como acontece hoje com aplicações Web que utilizam o Google Gears, será possível manter as informações localmente, sem ter acesso á Internet. Assim, mesmo que você esteja sem conectividade, poderá atualizar documentos que serão automaticamente enviados para a Web assim que sua conexão de internet for restabelecida.

E os Games? Vou poder rodar Jogos pesados neste sistema do Google?

Assim como os atuais Sistemas para Netbooks, o objetivo não é o entretenimento local, através de potentes processadores gráficos capazes de executarem jogos. O objetivo dos Netbooks, e aqui se encaixa o objetivo do Google com o Chrome OS, é tornar o Sistema Operacional leve e simples para permitir facilidade no uso de aplicações on-line.

Poderei instalar  o Chrome OS na minha Geladeira?

Sim, se você for um Desenvolvedor e estiver afim de compilar uma versão para uma Geladeira que tenha o processamento mínimo exigido para rodar o Software, poderá o fazer. O Chrome OS será um sistema OpenSource. Quer dizer que qualquer desenvolvedor poderá adaptá-lo para qualquer dispositivo que ache necessário. Portanto, embora a idéia inicial seja fazer um sistema Operacional para Netbooks, variações para os mais variados dispositivos poderão aparecer. Incluindo desde notebooks, até grandes servidores, passando por Geladeiras, SetupBox e Carros. A grande vantagem é que a integração com API`s do Google certamente será muito simples, facilitando o uso de Google Maps, Gmail e todos os outros serviços do Google.

Quanto vai custar tudo isso?

Nada. Quer dizer, o software será OpenSource, o usuário irá pagar somente pela máquina. Isso deverá diminuir os preços dos Netbooks, já que muitos são vendidos com licença do Windows, que acabam elevando o preço final dos equipamentos.

—-

Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão, por favor deixe um comentário. Prometo atualizar este artigo regularmente.

Popularity: 6% [?]